Após eliminação, Ramirez faz avaliação de 2012

Após eliminação, Ramirez faz avaliação de 2012
Apesar de não ter conquistado uma vaga no próximo campeonato Pan-Americano de Clubes, o técnico do time de handebol masculino da Unopar Londrina, Giancarlos Ramirez, fez uma avaliação positiva do desempenho de sua equipe ao longo de 2012. Garantir participação no torneio internacional novamente ano que vem era a grande meta do comandante para 2012, ano em que a equipe completou seu 15° aniversário.

"Com um time mais jovem e barato, alcançamos resultados melhores do que no ano passado", analisou o treinador. "Recuperamos o título dos Jogos Abertos do Paraná e dos Jogos Universitários que a gente não ganhou no ano passado", complementou Ramirez. Por outro lado, o reformulado time londrinense fez uma campanha muito abaixo das expectativas no Pan de Clubes, em maio, em Londrina – foi apenas o 6º entre oito participantes – e perdeu o título estadual para Campo Mourão.

Na Liga Nacional, o time de Ramirez também não conseguiu melhorar seu desempenho e terminou novamente na 4ª posição, perdendo o posto de terceira força do handebol brasileiro para o Taubaté (SP).

Em 2012, o time enfrentou graves problemas financeiros fora da quadra. Primeiro com o corte no patrocínio da Sercomtel, que era parceira da equipe desde o início do projeto. Depois veio a crise na Prefeitura, que atingiu diretamente o esporte de alto rendimento, com o corte de 25% na parcela de setembro do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe). Ramirez calcula que os prejuízos cheguem aos R$ 40 mil. "Estamos correndo atrás agora para sanar esta dívida. É minha grande preocupação", elegeu o treinador, que já pensa até em recorrer a um empréstimo pessoal caso não consiga apoio da Prefeitura e Sercomtel.

Somente após a quitação das dívidas é que o treinador pretende começar a planejar a próxima temporada. Ele se mantém otimista quanto à manutenção da Unopar, principal patrocinadora da equipe. O objetivo então é tentar melhorar o orçamento em pelo menos 50% para 2013. Para isso, Ramirez pretende ter mais um patrocinador, além da Prefeitura e a universidade. "O ideal seria chegar ao menos na casa dos R$ 800 mil para que possamos competir com Pinheiros e Metodista, que investem perto de R$ 1,2 mi por temporada", compara. Em 2012, o orçamento da Unopar Londrina foi de R$ 570 mil.

O treinador reúne o elenco hoje pela manhã para uma reunião e depois libera os atletas para as férias.
 
Rafael Souza
Folha de Londrina