Arbitragem paranaense representa o Brasil em sulamericano de handebol

Arbitragem paranaense representa o Brasil em sulamericano de handebol

A arbitragem paranaense sempre tem revelado bons nomes no cenário nacional. Durante as disputas do handebol nos 26º Jogos da Juventude, em São José dos Pinhais, mais uma vez o trabalho do ‘apito’ paranaense confirmou a boa fase dos nossos árbitros.

Entre tantos nomes, uma dupla feminina chama a atenção pela discrição em quadra e firmeza na hora de aplicar a regra. Sandra Quadros e Juliana Lima, mal terminam os Jojups e logo viajam para Córdoba, na Argentina, onde apitam o campeonato sulamericano infantil e cadete de handebol, entre os dias 24 e 28 de novembro.

As paranaenses serão as únicas brasileiras na competição em Córdoba. De acordo com Ésilo Mello, atualmente o único árbitro do Paraná atuando pela Federação Internacional de Handebol (IFH) e que será delegado de arbitragem no sulamericano, a participação das paranaenses valoriza o quadro de árbitros do Estado, além de servir de referência para outros profissionais.

“Essa experiência que elas terão lá serve também de preparação para que elas futuramente possam ingressar na IHF”, comenta Ésilo. “Além disso, este intercâmbio com outros países permite que possamos levar aquilo que sabemos e aprender com o trabalho dos outros árbitros de outras culturas”, complementa o experiente árbitro paranaense, que já apitou cinco mundiais e o Panamericano, no Rio de Janeiro.

“A ansiedade é muito grande por ser uma experiência nova apitar com árbitros de outros países”, comenta Sandra Quadros. “Mas vamos dar o máximo para encarar da melhor forma possível sem nervosismo e adquirir o máximo de experiência possível”, acrescenta.

“Pra mim que sou mãe de uma criança de um ano e oito meses é muito difícil estar sempre longe uma semana, quinze dias”, diz Juliana Lima. “Mas é uma coisa que eu gosto muito e vale a pena fazer esse sacrifício”, complementa. “Sempre apitamos juntas e vai ser uma importante experiência para nossa carreira como árbitras”, acrescenta Juliana.

Para Sandra a responsabilidade de levar o nome do Brasil aumenta a responsabilidade. “Tem o peso de sermos as únicas da arbitragem brasileira e isso é uma responsabilidade muito grande, mas vamos dar o máximo para fazermos nosso trabalho bem feito”, conclui.

Os 26º Jogos da Juventude do Paraná, fase final São José dos Pinhais, são realizados pelo Governo do Estado através da Secretaria do Esporte, com apoio da Prefeitura Municipal e patrocínio da Renault.


COM/SEES
Secretaria de Estado do Esporte
Sérgio Ferreira
Fone (45)9977-6598