Brasil bate fácil Congo e vence a primeira no Mundial

Brasil bate fácil Congo e vence a primeira no Mundial

O Brasil cumpriu a missão na segunda rodada do Mundial Feminino de Handebol, nesta segunda-feira (7), em Kolding, na Dinamarca. Dominou a partida contra a República Democrática do Congo e garantiu a primeira vitória na competição de forma tranquila, depois do empate contra a Coreia do Sul na estreia. Apesar do jogo muito físico, as africanas não impuseram muita resistência, prova disso é que no primeiro tempo só fizeram quatro gols (14 a 4). No final, as brasileiras fecharam o marcador em 26 a 11.

Com um time um pouco diferente daquele que começou contra a Coreia (Mayssa, Tamires, Fernanda, Duda, Ana Paula, Deonise e Célia), o Brasil construiu um verdadeiro paredão diante das adversárias, que tiveram dificuldade em atacar desde o início. As brasileiras se mostraram inspiradas e abriram rapidamente o placar, principalmente pela ponta direita com Célia Costa, que só no primeiro tempo fez cinco gols. As congolesas não conseguiam chegar no gol, tanto que só fizeram 11 chutes dos quais acertaram apenas quatro na primeira parte.

                    A paranaense Célia Costa em jogada na vitória do Brasil sobre o Congo

Na sequência, as africanas conseguiram acertar um pouco mais, principalmente porque tiveram várias chances nas cobranças de sete metros. Mas, o domínio brasileiro prevaleceu. Morten Soubak fez várias mudanças, testou todas as jogadoras e gostou do desempenho geral.

"Estamos felizes com o resultado e também por conseguir colocar todos as atletas no jogo de hoje. Pudemos manter a mesma velocidade em todo o jogo, mesmo com as trocas. Estamos satisfeitos com nossos dois resultados", afirmou o treinador.  

Para a goleira Mayssa, que teve um aproveitamento espetacular na defesa, esse tipo de jogo acaba sendo mais difícil. "Quando a partida é mais tranquila, precisamos de mais concentração, mas estou feliz porque jogamos bem do início ao final. Algumas atletas do Congo jogam na França e são bastante explosivas, mas nós conseguimos controlar isso. Estou orgulhosa da equipe", comentou.

O técnico do time africano Celestin Mpoua Nkua, disse que a equipe jogou com muita motivação contra as atuais campeãs mundiais. "Nosso primeiro objetivo era manter o trabalho mental porque perdemos contra a Argentina, mas encontramos motivação outra vez para enfrentar a equipe campeã do mundo. Elas tentaram fazer o melhor e saíram do jogo com a cabeça erguida", analisou.

Ainda hoje, também pelo grupo C, a Coreia do Sul joga com a França, e a Alemanha enfrenta a Argentina.

Gols do Brasil - Alexandra (7), Jéssica (5), Célia (5), Amanda (2), Fernanda (2), Ana Paula (2), Tamires (1), Duda (1) e Bruna (1). Gols da República Democrática do Congo - Christianne (4), Constance (2), Consolate (1), Olga (1), Virginie (1), Astride (1) e Carine (1).

Sábado (05)
Brasil 24 x 24 Coreia do Sul

Segunda-feira (07)
República Democrática do Congo 11 x 26 Brasil

Terça-feira (08)
17h30 - Brasil x Alemanha

Quinta-feira (10)
13h - Argentina x Brasil

Sexta-feira (11)
15h15 - Brasil x França

Seleção Brasileira Feminina
Goleiras: Bárbara Arenhart "Babi" (Nykobing F. Handboldklub - Dinamarca) e Mayssa Pessoa (Bucareste - Romênia).

Pontas: Alexandra Nascimento "Alê" (Baia Mare - Romênia), Célia Costa (Metodista/São Bernardo - SP), Fernanda França (Bucareste - Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin - Polônia) e Larissa Araújo (UnC/Concórdia - SC).

Armadoras: Amanda Andrade (UnC/Concórdia - SC), Bruna Paula (São José - SP), Deonise Fachinello (Bucareste - Romênia) e Eduarda Amorim "Duda" (Györ Audi ETO - Hungria).

Centrais: Ana Paula Rodrigues (Bucareste - Romênia) e Francielle Gomes da Rocha "Fran" (Hypo Nö - Áustria).

Pivôs: Daniela Piedade "Dani" (Siófok KC - Hungria), Fabiana Diniz "Dara" (BBM Bietigheim - Alemanha) e Tamires Morena (Mosonmagyaróvári - Hungria).

Assessoria de Comunicação
Confederação Brasileira de Handebol
Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb