Brasil enfrenta a Espanha em jogo que vale vaga para as quartas de final do Mundial de Handebol

Brasil enfrenta a Espanha em jogo que vale vaga para as quartas de final do Mundial de Handebol

Confronto que define o futuro do Brasil na competição está marcado para às 17h45 (horário de Brasília) deste sábado (21)

Henrique Teixeira, central

Montpellier (FRA) - A partir deste sábado (21), terá início a fase eliminatória do Campeonato Mundial Masculino de Handebol, na França. Nas oitavas de final, o Brasil terá a dura missão de enfrentar a Espanha, um adversário bastante conhecido, treinado pelo ex-técnico da Seleção Brasileira, Jordi Ribera, e que já jogou com a equipe nacional diversas vezes, principalmente em torneios amistosos. O confronto que define o futuro do Brasil na competição está marcado para às 17h45 (horário de Brasília) e terá transmissão dos canais SporTV e ESPN. 

 
Independentemente de quem iria enfrentar nas oitavas de final, os brasileiros estavam conscientes de que não existe vida fácil na competição. Agora, o ponto que pode ser contra ou a favor é o fato dos próximos oponentes serem bastante conhecidos dos brasileiros. Além do comando de Jordi Ribera, a Espanha é o país tem o maior número de atletas que integram o elenco brasileiro em equipes. Dos 16 convocados por Washington Nunes, sete atuam em clubes espanhóis. 
 
Após a primeira etapa, quando venceu a Polônia e o Japão, o Brasil sabe que, a partir de agora, a responsabilidade aumenta ainda mais e que a partida de amanhã irá exigir o máximo de todos. "Temos que jogar de igual para igual. Vamos enfrentar a equipe do Jordi, um grande amigo e parceiro por quem todos temos muito respeito. Não era essa a história que queríamos. Preferíamos encontrar a Espanha em outro momento, mas não teremos nenhum problema com relação a isso. Viemos para cá para mostrar que realmente estamos crescendo. Se chegamos as oitavas pela terceira vez consecutiva é porque provamos que somos capazes", frisou o técnico Washington Nunes. 
 
Nas duas edições anteriores do Mundial, os brasileiros foram eliminados nas oitavas de final. Desta vez, o objetivo, desde o início da competição, é ultrapassar essa barreira. Para isso, o grupo terá de trabalhar duro para passar pelos 'hispanos', campeões no Mundial de 2013, em casa. Para o armador Haniel Lângaro, principal arma brasileira nos chutes de fora da área, a concentração é um aspecto que é importante ressaltar. "O Jordi conhece bastante nosso time. Vai ser um adversário muito duro. Temos que ter total atenção. O Jordi sabe todos os nossos pontos fracos e fortes, então, com certeza, ele vai procurar neutralizar o que temos de melhor. Temos que nos preparar para fazer um bom jogo contra a Espanha, nos concentrarmos e acertarmos os detalhes", disse o atleta que joga no clube espanhol Narurhouse La Rioja. 
 
O central e capitão do Brasil na ausência de Thiagus Petrus, Henrique Teixeira, atleta da equipe Huesca, ressalta a união do grupo, que pode fazer toda a diferença. "Vai ser difícil enfrentar a Espanha. É um time de muita qualidade. Conhecer bem o Jordi pode ser bom para os dois lados. Sabemos as táticas que ele pode utilizar contra nós e ele sabe o que fazer para jogar contra o Brasil. A Espanha sempre vem para ficar entre as cabeças, mas já provamos que podemos, que somos capazes e, sobretudo, temos que estar juntos. O grupo unido é muito forte. São duas grandes Seleções."
 
Ainda no sábado (21), as oitavas de final contarão com três partidas. Às 13h, a Noruega enfrenta a Macedônia, às 15h, os donos da casa pegam a Islândia, e às 17h45, o duelo será entre Rússia e Eslovênia. 
 
Programação
Horário de Brasília
 
Jogos do grupo A
 
Quarta-feira (11)
França 31 x 16 Brasil
 
Quinta-feira (12)
Rússia 39 x 29 Japão 
Polônia 20 x 22 Noruega
 
Sexta-feira (13)
Japão 19 x 31 França 
 
Sábado (14)
Brasil 28 x 24 Polônia 
Noruega 28 x 24 Rússia 
 
Domingo (15)
França 31 x 28 Noruega 
Brasil 27 x 24 Japão 
 
Segunda-feira (16)
Polônia 20 x 24 Rússia 
 
Terça-feira (17)
Noruega 39 x 26 Brasil 
Polônia 26 x 25 Japão 
Rússia 24 x 35 França 
 
Quinta-feira (19)
Rússia 28 x 24 Brasil 
França 26 x 25 Polônia 
Japão 23 x 38 Noruega 
 
Oitavas de final
 
Sábado (21)
13h - Noruega x Macedônia
15h - França x Islândia 
17h45 - Rússia x Eslovênia
17h45 - Brasil x Espanha
 
Domingo (22)
Programação a ser confirmada  
 
Confira os resultados completos de todos os grupos no link: goo.gl/247K45
 
Seleção Brasileira
 
Goleiros - César Augusto de Almeida 'Bombom' (OIF Arendal-Noruega) e Maik Santos (AL-Rayyan-Qatar).
 
Armadores - Gabriel Ceretta Jung (FC Barcelona-Espanha), Haniel Lângaro (BM Naturhouse La Rioja-Espanha), José Guilherme de Toledo (Orlen Wisla Plock-Polônia), Leonardo Dutra (EC Pinheiros-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (Anaitasuna-Espanha) e Thiago Alves Ponciano (BM Ciudad Encantada-Espanha).
 
Centrais - Henrique Teixeira (CB Huesca-Espanha) e João Pedro Francisco da Silva (Chambery Savoie Handball-França).
 
Pontas - Claryston David Cordeiro Novais (ADJF/Independência Trade-MG), Fábio Chiuffa (KIF Kolding Kobenhav-Dinamarca), Guilherme Torriani (Vegus/Guarulhos-SP) e Lucas Cândido (BM Guadalajara-Espanha).
 
Pivôs - Alexandro Pozzer (Fertiberia Puerto Sagunto-Espanha) e Rogério Moraes (WC Vardar-Macedônia).
 
Comissão técnica 
 
Técnico: Washington Nunes
Assistente técnico: Hélio Lisboa Justino
Treinador de goleiros: Diogo Castro
Preparador físico: Fernando Millaré
Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa
Supervisor: Cássio Marques