Brasil vence clássico contra Argentina no Mundial Masculino

Brasil vence clássico contra Argentina no Mundial Masculino

Granollers (ESP) - O Brasil garantiu a vitória e somou os primeiros dois pontos no Campeonato Mundial Masculino de Handebol. O time comandado pelo técnico Jordi Ribera fechou o placar em 24 a 20 (9 a 8 no primeiro tempo) sobre os tradicionais rivais da Argentina, no Palácio de los Deportes de Granollers, em Granollers, na Espanha. Este foi o segundo confronto da Seleção no campeonato. Ontem, na estreia, os brasileiros foram superados pela Alemanha, com o placar de 33 a 23.

A vitória deu novo ânimo ao grupo que segue vivo na competição e tem ainda mais três partidas nesta primeira fase, contra França, Tunísia e Montenegro. As equipes fazem parte da chave A, que faz todos os jogos em Granollers, próximo a Barcelona. O próximo desafio do grupo está marcado para terça-feira (15) contra a França, atual campeã olímpica.

Os argentinos começaram abrindo o placar, mas rapidamente o Brasil impôs o ritmo da partida e garantiu três gols de vantagem. Os adversários encostaram e os brasileiros, com duas exclusões e somente quatro na linha, não conseguiram barrar o ataque, que deixou tudo igual. O jogo seguiu bastante tenso, com um gol para cada lado e muitas faltas das duas equipes. Com o placar empatado no finalzinho do primeiro tempo, o Brasil fez uma cobrança de sete metros e o capitão Zeba colocou a bola no gol para deixar a Seleção com a vantagem: 9 a 8.

No retorno à quadra, o Brasil fez contra-ataques bastante velozes e ampliou a diferença para dois gols. Mas a Argentina, aproveitando-se de algumas falhas na defesa brasileira, marcou três gols na sequência, passando a frente pela primeira vez. Com uma defesa bastante fechada todo o tempo, a equipe brasileira passou a dificultar muito os ataques dos oponentes. Além disso, contou com uma excelente atuação do goleiro César 'Bombom', que foi decisivo em alguns momentos. Também com superioridade numérica, a Seleção Nacional soube aproveitar os espaços existentes e manter a vantagem no placar até o final.

O treinador do Brasil, Jordi Ribera, disse que o jogo foi decidido nos pormenores, pois foi equilibrado todo o tempo. "Foi uma partida de defesa e como sempre os dois sempre decidem nos detalhes. Praticamente nos últimos cinco minutos o resultado estava incerto. Nossa equipe foi muito bem na defesa, mas no primeiro tempo tivemos dificuldades para fazer gols. Fomos mais efetivos nesse fundamento no segundo tempo. Soubemos aproveitar os espaços livres", avaliou.

Jordi volta a afirmar que o trabalho que está sendo feito visa ao presente, mas também ao futuro, principalmente os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro (RJ). " O grupo que estamos treinando tem alguns jogadores novos, que se portaram muito bem hoje, mas como necessitávamos da vitória, demos mais protagonismo aos veteranos. Nosso objetivo é olhar o futuro, sempre construindo o presente e o presente está aqui."

O capitão da Seleção Brasileira, Fernando Pacheco, o Zeba, foi o melhor jogador do confronto. Além de fazer oito gols, foi o responsável por excelentes jogadas e passes aos outros jogadores. Para ele, o que pesou foi o poder de decisão do Brasil em momentos importantes. "Foi uma partida equilibrada como todas as outras entre Brasil e Argentina. Tivemos êxito nos momentos difíceis. Na hora de decidir, conseguimos finalizar bem e terminar bem o jogo."

O técnico argentino, Eduardo Gallardo, concordou com os brasileiros, dizendo que a defesa foi o ponto mais favorável para a vitória do time verde e amarelo. "Foi uma partida de duas defesas muito boas. Não pudemos resolver o ataque. Em momentos decisivos tivemos várias falhas e eles fizeram o correto na hora certa", resumiu.

Gols - Brasil: Zeba (8), Arthur (5), Borges (3), Japa (2), Lucas (2), Thiago (1), Diogo (1), Chiuffa (1) e Vinícius (1). Argentina: Federico Fernandez (5), Diego Simonet (5), Federico Vieyra (4), Federico Pizarro (3) e Sebastián Simonet (3).

A primeira fase do Campeonato Mundial Masculino será disputada até o dia 18, no dia 20 têm início as oitavas de final. As quartas serão realizadas no dia 23, seguidas pelas semifinais no dia 25 e a grande final, no dia 27. Além do grupo A, com sede em Granollers, a competição conta com mais três chaves. O grupo B, com sede em Sevilla, conta com Chile, Dinamarca, Islândia, Macedônia, Qatar e Rússia. Na chave C estão Arábia Saudita, Bielorrussia, Coreia do Sul, Eslovênia, Polônia e Sérvia, com jogos em Zaragoza. A capital Madrid recebe o grupo D, com Argélia, Austrália, Croácia, Egito, Espanha e Hungria.

Seleção Brasileira

Goleiros: César Augusto de Almeida (EC Pinheiros-SP) e Luiz Ricardo do Nascimento (Metodista/São Bernardo/Besni-SP).

Pivôs: Alexandro Pozzer (EC Pinheiros-SP) e Vinícius Santos Teixeira (Metodista/São Bernardo/Besni-SP).

Armadores: Arthur Malburg Patrianova (EC Pinheiros-SP), Fernando José Pacheco Filho (EC Pinheiros-SP), Guilherme Valadão Gama (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Gustavo Nakamura Cardoso (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (EC Pinheiros-SP) e Thiagus Petrus (Naturhouse La Rioja - Espanha).

Centrais: Diogo Kent Hubner (Metodista/São Bernardo/Besni-SP) e Thiago Roberto Torres dos Santos (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP).

Pontas: Fábio Rocha Chiuffa (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Felipe Borges (Reale Ademar León - Espanha), Gil Vicente de Paes Pires (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP) e Lucas Benedito Cândido (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP).

Tabela de jogos do Brasil na primeira fase

* Horário de Brasília

Sábado (12)
Brasil 23 x 33 Alemanha

Domingo (13)
Brasil 24 x 20 Argentina

Terça-feira (15)
17h45 - Brasil x França

Quarta-feira (16)
13h - Brasil x Tunísia

Sexta-feira (18)
17h45 - Brasil x Montenegro