Brasil vence jogo duro contra Alemanha no Mundial Feminino

 Brasil vence jogo duro contra Alemanha no Mundial Feminino

Ninguém pensava que iria ser fácil. E não foi. O Brasil fez hoje o jogo mais difícil desta primeira fase no Mundial Feminino de Handebol, mas garantiu a vitória sobre a Alemanha por 24 a 21 (9 a 8 no primeiro tempo) e somou cinco pontos no grupo C, estando praticamente classificado para as oitavas de final. Agora faz mais dois jogos pela etapa classificatória, contra Argentina na quinta-feira (10) e França na sexta-feira (11). Na busca pelo bicampeonato estão quatro paranaenses, Amanda Andrade, Célia Costa, Deonise Fachinello e Larissa Araújo.

Com defesas bastante agressivas as duas equipes começaram dificultando muito os contra-ataques adversários. Ambas estavam com pressa de colocar a bola no gol e, por isso, muitas vezes o resultado não era o esperado. O primeiro tempo foi gol a gol o período todo. A Alemanha esteve na frente quase o tempo todo, mas no finalzinho, o Brasil conseguiu encaixar melhor o jogo, contou com boas defesas da goleira Bárbara Arenhart e passou à frente, fechando com vantagem de um gol.

                A paranaense Deonise Fachinello em jogada da vitória do Brasil sobre as alemãs

No segundo tempo, a Alemanha conseguiu retomar a liderança, mas o Brasil foi buscar com um defesa fechada e bem agressiva. Voltou à frente no placar e abriu dois gols de vantagem com um rebote de Daniela Piedade. Além de contar com a força de Eduarda Amorim na defesa e no ataque, tanto que mais tarde foi eleita a melhor em quadra, também teve a entrada de Mayssa Pessoa no gol para completar. A goleira terminou a partida com 57% de aproveitamento nas defesas.

Para a armadora Duda Amorim, que cumpriu um papel importante hoje em um jogo decisivo foi um grande mérito da equipe. "Fui eleita a melhor do jogo, mas toda a equipe ajudou. O mérito é de todas. O importante é que estamos praticamente classificadas e agora temos que pensar no próximo jogo", resumiu. Para ela, o Brasil conseguiu atuar melhor diante da Alemanha do que contra os dois adversários anteriores (Coreia do Sul e RD do Congo). "É um jogo que encaixa um pouco mais para o Brasil. O importante é que mesmo jogando não tão bem, conseguimos ganhar. Somamos mais dois pontos e eu estou muito feliz", comemorou a jogadora.

Para Morten Soubak, os minutos finais foram decisivos. "Foi um jogo bastante duro e também muito empolgante. Estivemos melhores no final. Mayssa entrou nos últimos minutos e fechou o gol. Acho que isso também foi um diferencial. Agora temos que nos preparar para o jogo contra a Argentina. Como sempre, os dois países tem uma rivalidade forte e fazem grandes jogos", lembrou o treinador.

Na classificação, o Brasil soma cinco pontos ao lado da França. A Coreia do Sul possui quatro, Argentina e Alemanha dois e a República Democrática do Congo ainda não pontuou.  

Gols do Brasil - Duda (7), Jéssica (5), Fernanda (4), Ana Paula (4), Dani (3) e Deonise (1). Gols da Alemanha - Loerper (4), Smits (4), Müller (4), Mazzucco (2), Schulze (2), Lang (1), Naidzinavicius (1) e Fischer (1).

Seleção Brasileira Feminina
Goleiras: Bárbara Arenhart "Babi" (Nykobing F. Handboldklub - Dinamarca) e Mayssa Pessoa (Bucareste - Romênia).

Pontas: Alexandra Nascimento "Alê" (Baia Mare - Romênia), Célia Costa (Metodista/São Bernardo - SP), Fernanda França (Bucareste - Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin - Polônia) e Larissa Araújo (UnC/Concórdia - SC).

Armadoras: Amanda Andrade (UnC/Concórdia - SC), Bruna Paula (São José - SP), Deonise Fachinello (Bucareste - Romênia) e Eduarda Amorim "Duda" (Györ Audi ETO - Hungria).

Centrais: Ana Paula Rodrigues (Bucareste - Romênia) e Francielle Gomes da Rocha "Fran" (Hypo Nö - Áustria).

Pivôs: Daniela Piedade "Dani" (Siófok KC - Hungria), Fabiana Diniz "Dara" (BBM Bietigheim - Alemanha) e Tamires Morena (Mosonmagyaróvári - Hungria).

Assessoria de Comunicação
Confederação Brasileira de Handebol
Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb