Com casa cheia, Jussara vence e disputa título inédito com Corbélia

Com casa cheia, Jussara vence e disputa título inédito com Corbélia
A torcida foi convocada e compareceu em peso no ginásio de Esportes Anselmo Campesato, em Jussara, para assistir os donos da casa em atuação na noite de sábado (10.09). Impulsionados pelos torcedores eufóricos, os jussarenses não decepcionaram e venceram a semifinal por uma bola, conquistando a inédita vaga à final do Campeonato Paranaense de Handebol – Chave Prata. Além da disputa ao título, com a vitória o selecionado se credenciou para disputar em 2017 a Chave Ouro, principal divisão da modalidade no Estado.
 
Jogando de igual pra igual, os anfitriões encerraram a primeira etapa empatados em 10 a 10 com Saudade do Iguaçu. No segundo tempo, o jogo continuou pegado, com bola na rede ora do lado de cá ora do lado de lá. Levados pela vibração da torcida, Jussara aproveitou as falhas do adversário e conseguiu abrir três bolas, Saudade buscou e encostou no placar, mas já não havia mais tempo para tirar a vitória por 22 a 21 dos jussarenses. “Esse é um momento histórico para Jussara. O time vem três anos buscando o título estadual, no primeiro ficamos em 6º, no segundo em 7º, sempre faltava um pouco pra gente conseguir chegar e esse ano, graças a Deus, o grupo se uniu mais, conseguiu treinar melhor, concertamos os erros que a gente estava tendo no ano passado e com isso chegamos pela primeira vez a uma final do Paranaense”, comemorou o técnico-atleta, Anderson Jacomini Menezes, um dos destaques do jogo.
 
 
O jogador de Saudade do Iguaçu, Renato Giacomini, foi eleito o melhor em quadra, enquanto seu conterrâneo Doglas Augusto Bonfante foi o artilheiro, com sete gols marcados.
 
A cidade respira handebol e por isso trazer a final estadual para Jussara foi um modo de presentear a torcida, segundo Menezes, que pouco vê a seleção da casa em atuação. “Aqui em Jussara é fora de série, por isso nós queríamos sediar a etapa final, sabíamos o quanto era importante pra Jussara estar prestigiando o nosso handebol, que eles só ouvem falar, uma vez que jogamos muito fora e quase não jogamos dentro de casa. Então, com a desistência de Rebouças para sediar, conseguimos trazer a competição pra cá e a torcida fez a festa junto com a gente”, enalteceu Menezes. 
Do outro da quadra estará ao forte equipe de Corbélia/HCC/Econômica Móveis, que vem de uma campanha brilhante no estadual, sem perder um único confronto. Na semi, superou com tranquilidade o elenco da Prefeitura de Toledo/ATH/APEF, por 33 a 28. “Para nós chegar até aqui é muito importante, foi uma trajetória bastante difícil, visto que é complicado reunir o time pra treinar, mas conseguimos nos superar. É um grupo que vem há mais de dez anos trabalhando junto, então todos já se conhecem, o que facilita o trabalho”, destacou o treinador Silvio Gonçalves.
 
O corbeliano Robson Boehm foi eleito o atleta destaque da partida, que teve como artilheiros Leonardo Souza e Marcos de Oliveira, além do toledano Matheus Stuani, todos com seis gols anotados. 
 
Com uma equipe formada por atletas pratas da casa, Corbélia volta à primeira divisão do Paranaense em 2017. Por ora, as atenções estão voltadas para a grande decisão. Na fase de grupos, os dois times finalistas se encontraram e saíram de quadra com o empate.  “Acredito que a equipe que estiver mais focada, que se doar mais pro jogo, sem receio de fazer errado, é a que vai levar, não tem favorito. Jussara tem uma excelente equipe, mas nós também temos um grupo bom, bem coeso, dá pra jogar de igual pra igual”, frisou Gonçalves. “A final promete ser um jogão assim como foi a semifinal. No que depender da gente vamos dar o nosso melhor dentro de quadra”, completou Menezes. 
 
A final está marcada para as 13 horas deste domingo (11.09), no ginásio de esportes Alselmo Campesato, com entrada franca. A partir das 08h30 começa a definição da composição do pódio masculino, com a disputa pela medalha de bronze entre Toledo e Saudade do Iguaçu.
 
O Campeonato Paranaense de Handebol Adulto Chave Prata é promovido pela Liga de Handebol do Paraná, e conta com o apoio da Prefeitura de Jussara, por intermédio da Secretaria de Esporte e Lazer, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR, e ainda tem o apoio das empresas Taluana Sports e Caio Eventos.
 
 
Liga de Handebol do Paraná 
Assessoria de Comunicação
Texto e Fotos: Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebolCom casa cheia, Jussara vence e disputa título inédito com Corbélia
 
A torcida foi convocada e compareceu em peso no ginásio de Esportes Anselmo Campesato, em Jussara, para assistir os donos da casa em atuação na noite de sábado (10.09). Impulsionados pelos torcedores eufóricos, os jussarenses não decepcionaram e venceram a semifinal por uma bola, conquistando a inédita vaga à final do Campeonato Paranaense de Handebol – Chave Prata. Além da disputa ao título, com a vitória o selecionado se credenciou para disputar em 2017 a Chave Ouro, principal divisão da modalidade no Estado.
 
Jogando de igual pra igual, os anfitriões encerraram a primeira etapa empatados em 10 a 10 com Saudade do Iguaçu. No segundo tempo, o jogo continuou pegado, com bola na rede ora do lado de cá ora do lado de lá. Levados pela vibração da torcida, Jussara aproveitou as falhas do adversário e conseguiu abrir três bolas, Saudade buscou e encostou no placar, mas já não havia mais tempo para tirar a vitória por 22 a 21 dos jussarenses. “Esse é um momento histórico para Jussara. O time vem três anos buscando o título estadual, no primeiro ficamos em 6º, no segundo em 7º, sempre faltava um pouco pra gente conseguir chegar e esse ano, graças a Deus, o grupo se uniu mais, conseguiu treinar melhor, concertamos os erros que a gente estava tendo no ano passado e com isso chegamos pela primeira vez a uma final do Paranaense”, comemorou o técnico-atleta, Anderson Jacomini Menezes, um dos destaques do jogo.
 
O jogador de Saudade do Iguaçu, Renato Giacomini, foi eleito o melhor em quadra, enquanto seu conterrâneo Doglas Augusto Bonfante foi o artilheiro, com sete gols marcados.
 
A cidade respira handebol e por isso trazer a final estadual para Jussara foi um modo de presentear a torcida, segundo Menezes, que pouco vê a seleção da casa em atuação. 
“Aqui em Jussara é fora de série, por isso nós queríamos sediar a etapa final, sabíamos o quanto era importante pra Jussara estar prestigiando o nosso handebol, que eles só ouvem falar, uma vez que jogamos muito fora e quase não jogamos dentro de casa. Então, com a desistência de Rebouças para sediar, conseguimos trazer a competição pra cá e a torcida fez a festa junto com a gente”, enalteceu Menezes. 
 
Do outro da quadra estará ao forte equipe de Corbélia/HCC/Econômica Móveis, que vem de uma campanha brilhante no estadual, sem perder um único confronto. Na semi, superou com tranquilidade o elenco da Prefeitura de Toledo/ATH/APEF, por 33 a 28. “Para nós chegar até aqui é muito importante, foi uma trajetória bastante difícil, visto que é complicado reunir o time pra treinar, mas conseguimos nos superar. É um grupo que vem há mais de dez anos trabalhando junto, então todos já se conhecem, o que facilita o trabalho”, destacou o treinador Silvio Gonçalves.
 
O corbeliano Robson Boehm foi eleito o atleta destaque da partida, que teve como artilheiros Leonardo Souza e Marcos de Oliveira, além do toledano Matheus Stuani, todos com seis gols anotados. 
 
Com uma equipe formada por atletas pratas da casa, Corbélia volta à primeira divisão do Paranaense em 2017. Por ora, as atenções estão voltadas para a grande decisão. Na fase de grupos, os dois times finalistas se encontraram e saíram de quadra com o empate.  “Acredito que a equipe que estiver mais focada, que se doar mais pro jogo, sem receio de fazer errado, é a que vai levar, não tem favorito. Jussara tem uma excelente equipe, mas nós também temos um grupo bom, bem coeso, dá pra jogar de igual pra igual”, frisou Gonçalves. “A final promete ser um jogão assim como foi a semifinal. No que depender da gente vamos dar o nosso melhor dentro de quadra”, completou Menezes. 
 
A final está marcada para as 14 horas deste domingo (11.09), no ginásio de esportes Alselmo Campesato, com entrada franca. A partir das 08h30 começa a definição da composição do pódio masculino, com a disputa pela medalha de bronze entre Toledo e Saudade do Iguaçu.
 
O Campeonato Paranaense de Handebol Adulto Chave Prata é promovido pela Liga de Handebol do Paraná, e conta com o apoio da Prefeitura de Jussara, por intermédio da Secretaria de Esporte e Lazer, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR, e ainda tem o apoio das empresas Taluana Sports e Caio Eventos.
 
 
Liga de Handebol do Paraná 
Assessoria de Comunicação
Texto e Fotos: Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol