Com paranaenses, Seleção Masculina enfrenta potências do handebol na Supercopa

Com paranaenses, Seleção Masculina enfrenta potências do handebol na Supercopa

A partir desta sexta-feira (06), a Seleção Masculina de Handebol estará ao lado de três potências europeias na disputa da Supercopa da Alemanha. Um grande desafio é esperado pela equipe verde e amarela já na estreia contra os donos da casa, que possuem uma das ligas nacionais mais fortes do mundo e sempre se destacaram pela força física. Para o Brasil, esta é uma importante chance de dar sequência ao trabalho que vem sendo feito durante o ciclo de olho nos Jogos Olímpicos Rio 2016. A partida contra os alemães, em Flensburg, está marcada para as 14h45 (horário de Brasília). Na sequência, o Brasil enfrenta a Eslovênia no sábado (07) e a Sérvia no domingo (08).

O técnico do Brasil, Jordi Ribera, espera um confronto muito intenso e físico. “Contra a Alemanha, que está jogando em casa, será um jogo especialmente duro. A Liga Alemã é bastante forte, com muitos choques e o nível físico é bem alto. A Seleção repete esse estilo de jogo, mas nossa equipe também têm jogadores que atuam em campeonatos muito duros e isso nos ajuda nessa dinâmica que precisamos apresentar”, afirmou o treinador, falando dos fundamentos que serão explorados na partida. “Temos que saber que o retorno defensivo é importante, que montar uma marcação forte para roubar a bola e fazer gols que não faríamos no seis contra seis também é fundamental. No ataque temos que manter o controle da bola e tentar segurar o arremesso até aparecer uma situação boa de gol”, analisou.

O torneio de alto nível é de extrema importância para a equipe dar sequência à preparação para 2016. “Agora estamos na reta final. Falta pouco para os Jogos Olímpicos e qualquer atividade nesses próximos meses será importante. A Supercopa será um grande teste, sobretudo para os jogadores mais jovens, que vão ganhar experiência na categoria adulta. Os três adversários são tradicionais, com atletas que estão nos melhores clubes da Europa no momento”, destacou Ribera.

Entre os convocados estão três paranaenses, sendo os armadores Haniel Langaro e Leonardo Santos, além do central Henrique Teixeira. A Seleção está em solo alemão desde o início do mês, quando iniciou a fase de preparação para o torneio. O último treino foi realizado na noite de quinta-feira (05), em Kiel, onde a equipe está concentrada. O Brasil enfrenta os anfitriões em Flensburg, a Eslovênia em Hamburgo e a Sérvia em Kiel.

Transmissão on-line
A partida de abertura da Supercopa entre Brasil e Alemanha será transmitida para o Brasil pela internet, através dos links http://www.stopstream.me/a-2/8/158/a-295963.html, http://tv.sport1.de/mobile/player/player.php, https://www.youtube.com/watch?v=B0pJwF9ucCk.

Programação - Supercopa
Horário de Brasília

Sexta-feira (06) - Flensburg
14h45 Brasil x Alemanha
17h Sérvia x Eslovênia

Sábado (07) - Hamburgo
12h30 Alemanha x Sérvia
14h45 Brasil x Eslovênia

Domingo (08) - Kiel
09h30 Brasil x Sérvia
11h45 Alemanha x Eslovênia

Seleção Brasileira Masculina
Goleiros: César Augusto de Almeida "Bombom" (BM Granollers - Espanha), Maik Santos (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté - SP) e Rangel da Rosa (Vila de Aranda - Espanha).

Pontas: André Martins Soares "Alemão" (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté - SP), Fábio Chiuffa (BM Guadalajara - Espanha), Felipe Borges (Montpellier Handball Aglomeration - França) e Lucas Candido (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté - SP).

Armadores: Arthur Patrianova (RK Celje - Eslovênia), Fernando Pacheco "Zeba" (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté - SP), Haniel Langaro (Esporte Clube Pinheiros - SP), José Guilherme de Toledo "Zé" (BM Granollers - Espanha) e Leonardo Santos "Léo" (Ademar León - Espanha).

Centrais: Henrique Teixeira (BM Granollers - Espanha) e João Pedro da Silva (Chambery Savoier - França).

Pivôs: Alexandro Pozzer "Tchê" (Puerto Sagunto - Espanha), Rogério Moraes (THW Kiel - Alemanha) e Vinicius Teixeira "Vini" (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté - SP).

Comissão técnica
Treinador:
Jordi Ribera
Assistente técnico: Washington Nunes
Treinador de goleiros: Diogo Castro
Preparador físico: Luiz Antônio Luisi Turisco
Médico: Gustavo Rocha Santos
Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa
Massoterapeuta: João Batista da Silva
Nutricionista: Larissa Aguiar
Psicóloga: Anahy Couto
Supervisor: Cássio Marques

Confederação Brasileira de Handebol
Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação/CBHb