Dirigentes aprovam melhorias em prol do desenvolvimento do handebol paranaense na AGE

Dirigentes aprovam melhorias em prol do desenvolvimento do handebol paranaense na AGE
Com o propósito de fortalecer e melhorar o desenvolvimento do handebol no Estado foi aprovado algumas mudanças no estatuto da Liga de Handebol do Paraná (LHPR) durante a realização da Assembleia Geral Extraordinária (AGE). O evento aconteceu sábado, dia 02 de abril, em Campo Mourão, e contou com a presença maciça dos representantes dos clubes associados e lideranças esportivas.
 
Os trabalhos iniciaram com uma reunião de avaliação e planejamento da diretoria da LHPR, realizada na sexta-feira, dia 1º. Ocasião em que foram analisados os eventos promovidos em 2015 e projetado as ações para o ano vigente. “Todos os membros da diretoria estiveram reunidos para dirimir questões importantes para o desenvolvimento da modalidade. Fizemos uma análise dos acontecimentos de 2015, prestação de contas, planejamento para 2016 e fechamos o calendário das competições com praticamente todas as sedes definidas, com exceção de algumas etapas das categorias sub-18 e livre que ainda faltam estabelecer os municípios sedes”, declarou o presidente da LHPR, Richarde César Salvador.
 
Entre as alterações estatutárias aprovadas em assembleia, uma diz respeito ao processo eleitoral, visto que no estatuto não discriminava a quantidade de reeleição para o cargo de presidente. O mandato para a diretoria e o Conselho Fiscal é de quatro anos e o presidente pode ser reconduzido ao cargo apenas uma vez, por mais quatro anos. “Considero bastante positiva esta questão, uma vez que prezamos pela transparência dos processos administrativos da entidade”, destacou Richarde.
 
Outra alteração bastante significativa é a inclusão de duas comissões ao quadro social da LHPR, com direito a voz e voto. Uma é de atletas que terá atribuição consultiva e de assessoramento aos atos de gestão da LHPR, e outra de arbitragem, que tem o intuito de qualificar a equipe de arbitragem que atua nas competições estaduais. “A Comissão de Arbitragem já está formada e será presidida por Roberto Ferreira Niero. Esta comissão é responsável por qualificar os árbitros em atuação no Estado, não interfere na administração de carreira do árbitro, em recebimentos de recursos financeiros, cadastros, uniformização, materiais etc, questões que são de responsabilidade da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol. De outra parte, como não temos uma associação de atletas para buscar representantes, nós vamos através do Campeonato Paranaense Adulto Chave Ouro identificar lideranças para compor a Comissão de Atletas”, explicou Richarde.
“Estou à disposição de todos para receber ajuda, para ouvir, refletir e se houver necessidade fazer mudanças. Sempre digo que nós somos uma modalidade em crescimento, ainda somos pequenos e se dividirmos fica pior, por isso a ajuda de todos é bem-vinda”, disse o presidente da Comissão de Árbitros, Roberto Niero (Pimpão).
 
Foi feita também uma alteração no artigo 57 do estatuto em relação ao patrimônio social da entidade, proibindo que os gestores assumam obrigações que se estendam além de seus respectivos mandatos sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para este efeito. Bem como serão implementadas ações que visem atender aos princípios de legalidade na captação, gestão, aplicação e prestação de contas de quaisquer recursos, bens, serviços e direitos da entidade.
 
Prestação de contas e planejamento 2016
Durante a assembleia foram apresentados os relatórios técnicos, administrativos, financeiros e de arbitragem, e também foi realizado uma prestação de contas do ano de 2015, com a exposição dos relatórios dos eventos realizados, das equipes participantes e do ranking de desempenho técnico dos times. Na sequência foi tratado do planejamento de 2016 com a apreciação e aprovação do calendário esportivo da Liga de Handebol do Paraná, ocasião em que foram homologadas algumas sedes das competições de 2016.
 
Além da Copa Paraná e da Clínica de Atualização da Arbitragem, Cascavel também sediará a 5ª etapa da categoria livre, a 2ª e 4ª etapa na classe Juvenil/Sub-18 do Campeonato Paranaense Chave Ouro e a final da Chave Prata Juvenil/Sub-18. Já Dois Vizinhos recebe a 3ª etapa do Campeonato Paranaense Livre Chave Ouro e Maringá será palco da final, enquanto Toledo, Santa Helena, Barbosa Ferraz e Rebouças recebem as disputas do Campeonato Paranaense Adulto Chave Bronze e Prata. E na classe juvenil, a “briga” pelo título da Chave Ouro e da Chave Prata começa em Toledo e termina em Maringá. Ao passo que o Campeonato Paranaense Cadete/Sub-16 acontece em Toledo, as seleções da categoria infantil/sub-14 se encontram em Ivaí e Francisco Beltrão recebe o Festival Mirim/Sub-12 e Mini/Sub-10. A escolha das demais sedes serão definidas no decorrer dos próximos dias.
 
Novas regras 
Na assembleia também foram apresentadas pelo diretor de árbitros da Confederação Brasileira de Handebol e assessor técnico da LHPR, Esilo de Mello, as novas regras do handebol aprovadas pela Federação Internacional de Handebol (IHF). 
 
Testadas no Campeonato Mundial Júnior em 2015 no Brasil, as mudanças entrarão em vigor a partir do dia 1° de julho de 2016 e valerão para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Ao todo, foram cinco alterações no livro de regras da modalidade. Entre as mais importantes estão o goleiro-linha e o jogo passivo. Além da mudança nesses dois itens, também foi inserido o cartão azul, novas orientações quanto a jogadores lesionados durante a partida e as sanções aos times no último minuto de partida.
 
Na oportunidade foi sugerido que essas alterações sejam testadas na Copa Paraná, que acontece de 21 a 23 de abril, no Complexo Esportivo da Faculdade Assis Gurgacz, em Cascavel. A proposta foi aprovada por unanimidade e será aplicada na competição que abre o calendário esportivo da categoria indoor na temporada 2016.
 
Acampamentos Estaduais
Encarado pelos dirigentes esportivos como uma grande oportunidade de aperfeiçoamento técnico e tático aos atletas da categoria infantil, nos naipes feminino e masculino, o Acampamento Estadual, previsto para ter suas atividades iniciadas em 2015, foi adiado e voltou a estar em pauta na AGE. Uma das principais preocupações levantadas pelo presidente da LHPR é em relação a segurança dos atletas, que para participar do treinamento devem dispor de um seguro de vida para que, em caso de acidente, possam ter atendimento adequado e assistência médica. 
 
Após ouvir alguns posicionamentos favoráveis a realização do evento, foi montada uma comissão de trabalho a fim de buscar parcerias e patrocinadores. A LHPR acrescentou na previsão orçamentária do planejamento 2016 o montante de R$ 22 mil destinados aos Acampamentos. “Nossa maior preocupação é com a segurança dos atletas, por isso precisamos aliar questões técnicas, estruturais, práticas e financeiras para fazer um evento que atenda a todas as exigências, a fim de garantir assistência adequada aos envolvidos. Vamos buscar parcerias da iniciativa privada, com os clubes e municípios para tornar realidade os Acampamentos Estaduais”, expôs Richarde.
 
À frente da comissão está o experiente professor Décio Callegari, que conta com o suporte dos técnicos Ruy Girardello (Curitiba), Adriano Vasconcelos Riato (Alto Paraná), Ralf Correa de Moura (Marialva), Emerson Abati (Dois Vizinhos), Rafael Fondazzi (Maringá), Bruna de Souza Braz (Cascavel) e Marli Damaceno (Astorga). “Para realizar os acampamentos vamos trabalhar com duas frentes: o interesse dos próprios clubes e a busca de patrocinadores como o CREF, que algum tempo atrás era nosso apoiador em iniciativas como esta. E vamos também buscar parcerias com instituições públicas e privadas e a Travel Ace (seguradora da CBHb). Nossa ideia inicial é que cada atleta custeie o seu seguro e o valor restante seja dividido entre os parceiros do evento”, expôs Callegari.
 
O dirigente enfatizou ainda a importância da concentração dos atletas e treinadores em uma fase de treinamento. “Os acampamentos são uma ótima oportunidade para os técnicos debaterem questões para o desenvolvimento dos atletas na modalidade”, frisou, acrescentando: “No modelo nacional, os acampamentos são realizados em três níveis, começando pelo sub-14, passando para o sub-16 e chegando ao sub-18 e adulto, nós vamos iniciar com o nível I e caso consigamos reativar a Escola de Treinamento vamos poder evoluir com este trabalho”, finalizou Callegari. 
 
Projeção 
A participação maciça dos clubes filiados na AGE demonstra o envolvimento e o comprometimento dos gestores, dirigentes e professores no desenvolvimento e expansão da modalidade dentro do Estado. “Fico muito feliz quando a gente tem uma assembleia com clubes participativos, um prêmio onde todos procuram prestigiar e que a cada edição ganha mais força e mais importância no cenário do handebol paranaense. Foram dois dias de trabalho intenso e bem produtivo, agradecemos a todos os membros da diretoria, os clubes e atletas que têm dado respaldo ao trabalho desenvolvido. Acreditamos que ao oportunizar aos dirigentes referenciarem alterações no estatuto que permitam a participação efetiva de atletas e árbitros vamos poder avançar muito para o crescimento do handebol”, enfatiza Richarde.
 
Apesar do atual momento que a economia do país passa, Richarde vislumbra um ano produtivo com a participação ativa dos clubes nas competições estaduais, no entanto, diz que é preciso ter o pé no chão. “Planejamos o nosso ano entendendo as dificuldades econômicas que o país passa, mas nossa expectativa é positiva, esperamos manter o atual desenvolvimento e agregar valor ao crescimento da modalidade”, estima o presidente da LHPR, e acrescenta: “Ao acompanhar as inscrições da categoria livre e sub-18 conseguimos praticamente manter o mesmo número de equipes participantes do ano passado, no handebol de areia realizamos as regionais, iniciativa que deu à competição um ganho de qualidade, senti dos dirigentes que este foi um aspecto bastante positivo, enfim, este é mais um ano de construção”.
 
Liga de Handebol do Paraná 
Assessoria de Comunicação
Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(44) 9988 6768 / (45) 9139-1005
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol
www.paranahandebollhpr.com