Em disputa emocionante, Toledo leva título inédito da Chave Ouro do Paranaense Juvenil

Em disputa emocionante, Toledo leva título inédito da Chave Ouro do Paranaense Juvenil

Haja coração na decisão masculina da Chave Ouro do Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil Sub-18, realizada neste domingo (04), no ginásio de esportes Francisco Bueno Neto (Chico Neto), em Maringá. Em quadra, duas grandes seleções chegaram à decisão, ATH/Toledo e Maringá/Unimed/UEM/Unifamma.

Com jogo equilibrado do início ao fim, o campeão foi conhecido no tiro de 7 metros. As duas equipes apresentaram o que o handebol juvenil tem de melhor qualidade no Estado, não à toa que chegaram à final da competição. Bem posicionados, os atletas imprimiam velocidade na partida, ocupando bem todos os espaços da quadra, executando com perfeição cada finalização. Aos 9’ a partida estava empatada em 1 a  1. Dali pra frente, cada gol foi disputadíssimo, com contra-ataques de tirar o fôlego e de belas defesas de bloqueio e dos goleiros. Com este panorama a partida só poderia terminar no tempo normal com o placar empatado: 20 a 20, o que levou a decisão para a prorrogação, com dois tempos de cinco minutos. No primeiro e no segundo o confronto continuava com o placar igual, com gol sendo marcado ora do lado de cá, ora do lado de lá, levando a decisão do título estadual para o tiro de 7 metros.

Confiante com cada acerto, Toledo segurou a pressão e se agigantou quando o número 17 de Maringá errou o chute, 4 a 3. A responsabilidade do último arremesso ficou por conta do goleiro Daniel Venzel da Silva. Ele não desperdiçou, confiante, deixou a bola no fundo da rede, 5 a 3, dando a vitória para os toledenses, que correram para o abraço e soltaram o grito de “é campeão”. A torcida aplaudiu de pé os maringaenses e parabenizou as duas equipes pela excelente atuação.

Visivelmente emocionado, o treinador Mauro Ansolin (Pato) enalteceu a conquista do título falando do quanto foi árduo o caminho até o lugar mais alto do pódio. “Tivemos muito trabalho para chegar até aqui, mas a união do grupo prevaleceu, é uma família, só a gente sabe a dificuldade que eles têm pra treinar. É uma equipe formada na base e 100% prata da casa. Antes de entrar na quadra perguntei a eles se queriam jogar, porque a prata nós já tínhamos, o time fechou e juntos falaram que iriam jogar, sabíamos que era difícil, os favoritos eram eles, mas não impossível”, disse Ansolin, emocionado.

Agradecendo a Prefeitura de Toledo, a Secretaria de Esportes e Lazer e aos pais pelo apoio, o professor toledense ressaltou a importância da transmissão ao vivo dos jogos. “A conquista do título foi transmitida ao vivo para o mundo, isso engrandece o esporte e os atletas que estão competindo, esperamos que o handebol tenha cada vez mais espaço na mídia através destas iniciativas da Liga de Handebol do Paraná”, mencionou.

Eleito atleta destaque da final, o goleiro Daniel Venzel da Silva marcou o gol que deu o título para a equipe do Oeste. “A equipe trabalhou forte para buscar este título, não éramos favoritos, mas quando nos unimos ficamos muito fortes, nosso coletivo prevalece”, frisou, acrescentando: “Já treinei na linha antes de ser goleiro, sei como é jogar nas posições, você sente a pressão de uma decisão, mas quando o time está preparado você absorve melhor isso, estou muito orgulhoso do nosso time”, destacou Silva.

O alto nível apresentado na final mostrou o quanto às equipes paranaenses são competitivas, que chegar a disputa final é mérito, porque o caminho não é nada fácil. “Nos últimos três anos fizemos todas as finais, no juvenil infelizmente não conseguimos vencer, tivemos a chance de mudar o panorama da partida, mas pecamos muito nas finalizações, contudo, a equipe fez um grande jogo, a torcida compareceu e apoiou até o final”, declarou o técnico Eduardo Patrocino Lopes.

Colorado completa pódio


A medalha de bronze terminou com a Prefeitura de Colorado, que venceu CHC/AC5/Cascavel/Unimed por 33 a 27, com parciais 17 a 11 e 16 a 16. Em sua primeira participação na Divisão Especial, o técnico Diego Forza avalia positivamente a participação dos coloradenses na disputa estadual. “Este terceiro lugar representa o esforço do nosso trabalho, que mais uma vez colocamos Colorado entre as melhores equipes do Estado. Tínhamos condições de chegar à final, mas tivemos um jogo atípico na semifinal, o que favoreceu nosso adversário. Agora é trabalhar e focar na final da Copa Guaratuba, em novembro”, declarou Forza.

Artilharia e atletas destaques
O jogador Wesley da Silva Antunes dos Santos, da Prefeitura de Colorado, encerrou sua participação com a artilharia da competição, ao marcar 79 gols. Para coroar sua atuação, além de levar a medalha de bronze pra casa, também foi o atleta destaque mais lembrado, recebendo 17 votos. Com 68 gols assinalados, Brendow Silva Ribeiro, da AhandFoz/Smed/Foz do Iguaçu, e Gabriel Araldi Ansolin, da ATH/Toledo, terminaram com a 2ª e 3ª colocação na artilharia geral, enquanto Eduardo Souza (Astorga) recebeu 13 votos e Maicon Godoy Mimo Sobrinho (Toledo) 11, na tabela geral dos melhores jogadores em quadra. A relação completa pode ser conferida no link www.paranahandebollhpr.com/competicoes/sub18-juvenil/chave-ouro.

Avaliação
Com duas finais emocionantes, os campeões protagonizaram jogos de encher os olhos do torcedor. De acordo com o presidente da Liga de Handebol do Paraná, Richarde Cesar Salvador, a modalidade vive um momento mágico, com pessoas envolvidas e comprometidas com o desenvolvimento do handebol no Estado. “A final do campeonato coroa um trabalho que vem sendo realizado desde maio. A modalidade vive um momento especial, com pessoas envolvidas e comprometidas em prol do desenvolvimento do handebol do Estado, o que contribui para que pudemos ver grandes jogos na final da categoria sub-18. Encerramos a competição muito felizes pelos resultados alcançados, com todos os jogos transmitidos on-line para o mundo, oportunidade que as pessoas puderam acompanhar como o handebol é jogado no Paraná”, destacou.

Com o encerramento da etapa final do Paranaense Juvenil, já começa os preparativos para sediar em novembro a sexta e decisiva etapa da categoria adulto. “Já está tudo encaminhado, esperamos chegar à final de mais esta competição”, declarou Rafael Fondazzi , um dos organizadores locais do  evento.

O Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil Sub-18 Chave Ouro é realizado pela Liga de Handebol do Paraná, e conta com o apoio da Prefeitura de Maringá, por intermédio da Secretaria de Esportes e Lazer, da Associação Maringaense de Handebol, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR, e tem o patrocínio das empresas Kagiva e Caio Eventos.

Confira a classificação final do Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil Sub-18 Chave Ouro:
ATH/Toledo
Prefeitura de Maringá/Unimed/Unifamma  
Prefeitura de Colorado
CHC/AC5/Cascavel/Unimed
Astorga/Handebol
Fecam/AhandCam/Grupo Integrado/Campo Mourão
AhandFoz/Smed/Foz do Iguaçu
Handebol/Alto Paraná
Prefeitura de Arapongas/Ahandara/Ceem
DCS Sarandi/Sejuv/LB9

Liga de Handebol do Paraná
Assessoria de Comunicação
Texto e Fotos: Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(44) 3220-5750 / (45) 9139-1005
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol
www.paranahandebollhpr.com