Francisco Alves sedia fase final do Paranaense Sub 18

Francisco Alves sedia fase final do Paranaense Sub 18

Com um dia cheio de emoções e disputas a cidade de Francisco Alves recebe pela primeira vez a fase final do campeonato paranaense. Realizada no complexo esportivo do município o primeiro dia já contou com decisões importantes para as oito equipes, entre naipe masculino e feminino, envolvidas na grande final.

 


Com aproximadamente 6.700 mil habitantes, Francisco Alves abraçou com vontade a realização da competição em seu município, contando com o apoio da secretaria de esportes o handebol se sentiu em casa. Com apenas 33 anos, o município recebeu este nome em homenagem ao violeiro Francisco Alves, que concedeu a até então comarca da cidade de Iporã, seu último show. O cantor veio a falecer em um acidente automobilístico dois dias após sua apresentação, por sua vez o companheiro de profissão Silvio Caldas solicitou a emancipação da cidade que levaria o nome do amigo. Francisco Alves é uma cidade que vive da agricultura e agropecuária, mas que não deixa de lado o amor e o incentivo ao esporte, que por sua vez nesta ocasião esta sendo representada também na fase final. Preocupada sempre em trazer o melhor do esporte a Liga de Handebol se uniu ao município para que a competição possa acontecer da melhor forma possível.

 

 

Contando com a participação de oito municípios entre eles Maringá, Cascavel, Floraí, Umuarama, Campo Mourão, Londrina e Francisco Alves as semifinais aconteceram ao decorrer do dia e já tem definidos para este domingo quem poderá ser o novo campeão do estado do Paraná na categoria sub-18.

Pelo naipe feminino a primeira a se garantir na final  foi a equipe de Umuarama que venceu Floraí, apresentando um handebol de muita vibração a cada lance as meninas fecharam o placar em 26x12. “ O que realmente fez a diferença neste jogo foi a nossa defesa, consideramos ela um fator especial durante a partida pois é o nosso cartão de visita ali mostramos como somos fortes e com a vibração conseguimos inibir nossas adversárias” explica a atleta de Umuarama Cintia Vida.

A segunda equipe a cumprir com seu dever e garantir a vaga na final foi a cidade de Cascavel. Vencendo o município de Maringá de virada , as meninas acreditam que para elas o que motivou a vitória foi a união da “família handebol”. “Temos um grupo de 12 meninas que moram juntas e vivem deste esporte, nós acabamos convivendo mais com elas do que com nossos próprios pais em virtude dos treinamentos intensos e por isso acreditamos no potencial de cada uma isso nos motiva a cada jogo sermos melhores”, conta a cascavelense Ana Flávia Bandeira Machado.

 

Final

1º e 2º -Umuarama x Cascavel

3º e 4º -Floraí x Maringá

 

Daiane Dourado
Daianedourado.jornalista@gmail.com
(44) 9897-1565