LHPR e dirigentes projetam handebol para 2015 na Assembleia Geral Extraordinária

LHPR e dirigentes projetam handebol para 2015 na Assembleia Geral Extraordinária

Importantes decisões foram tomadas para dar andamento ao desenvolvimento do handebol no Estado durante a realização da Assembleia Geral Extraordinária da Liga de Handebol do Paraná (LHPR). O evento aconteceu sábado, dia 28, em Cianorte, e contou com a presença maciça dos representantes dos clubes filiados.

Na oportunidade, o chefe do Escritório Regional da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo em Umuarama, Gentil Soares de Lima, disse que é necessário construir fora das quadras uma base sólida de apoio dos nossos governantes para que a modalidade possa se fortalecer e expandir. “Precisamos construir fora das quadras uma base de apoio político para fortalecer o handebol no Estado, cada região tem seus representantes na Assembleia Legislativa, vamos buscar este apoio. Também aproveito para parabenizar o Richarde por sua gestão, que se destaca pelo comprometimento e pela seriedade com que conduz a Liga de Handebol do Paraná”, pontua.

Em seu discurso, o presidente da LHPR, Richarde César Salvador, falou da importância de unir forças para o desenvolvimento da modalidade. “Agradeço a todos os clubes que atenderam o nosso convite e hoje se fazem presentes, a cada ano a participação na assembleia é maior, o que demonstra que o handebol está crescendo no Paraná. É fundamental a participação dos clubes dentro da quadra, mas é também de suma importância que lancemos o nosso olhar para uma aproximação maior das nossas lideranças políticas, para que possamos buscar alavancar a modalidade”, expôs Richarde.


Por sua vez, o representante dos clubes filiados, o professor Mauro José Ansolin, enalteceu as recentes conquistas do handebol e o trabalho constante da LHPR para o desenvolvimento da modalidade. “Com as conquistas atuais e com atletas ocupando lugar de destaque nas competições, o handebol ganhou mais espaço na mídia e a imprensa passou a noticiar diariamente a modalidade, o que tem contribuído para o seu desenvolvimento. À frente da LHPR, Richarde tem realizado um ótimo trabalho, esperamos que em 2015 possamos crescer ainda mais e tornar o esporte conhecido em todos os cantos do Estado e do Brasil”, declarou Ansolin.

Além das autoridades já mencionadas, esteve presente no evento o chefe regional do Trabalho e do Desenvolvimento Social, Pedro Pinheiro, o presidente da Associação de Árbitros de Handebol do Paraná, Arthur Alves, a presidente da Federação Paranaense de Handebol em Cadeiras de Rodas, Elen Rodrigues Barbosa Melo, o diretor de Esportes de Mariluz, Márcio Adriano Bezerra, o secretário de Esporte de Paraíso do Norte, Natal Erédia, o professor Vitor Hugo Ramos Machado, representando o prefeito de Cianorte Claudemir Romero Bongiorno, o secretário municipal de Esportes Valter Digiorgio e a Universidade Paranaense – Unipar, o vice-presidente da LHPR região Sudeste, Emerson Abati, o presidente do Conselho Fiscal da LHPR, Erivalto Santos de Oliveira, o diretor de Departamento da LHPR, Adriano Vasconcelos Riato, o diretor técnico da LHPR, Alex Correia Costa, o diretor administrativo da LHPR, Welinton Estevão de Oliveira, e demais lideranças esportivas.

Prestação de contas
O presidente da LHPR, Richarde César Salvador, deu início à reunião com uma breve apresentação dos assuntos tratados na Assembleia Geral da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), da qual participou juntamente com outras 26 federações, na última semana, em São Paulo. Entre os temas abordados estavam as recentes conquistas da modalidade em âmbito nacional e internacional, as mudanças no que diz respeito à governança corporativa da entidade brasileira, a infraestrutura do Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, que conta com um minihotel, pavilhão de treinamento, miniginásio, academia, restaurante e um Centro Nacional de Atletismo, a integração da rede de dados da CBHb com as federações que deve ocorrer neste ano, a participação do handebol de areia nos Jogos Olímpicos da Juventude e a possível introdução da modalidade nos Jogos Olímpicos.


Na sequência, foi realizado pelos membros da LHPR uma prestação de contas do ano de 2014, com a exposição dos relatórios dos eventos realizados, das equipes participantes, do ranking de desempenho técnico dos times e dos departamentos financeiro e administrativo.

O gestor da LHPR fez um balanço positivo do último ano. “Nosso trabalho é pautado dentro da realidade da entidade, por exemplo, em 2014 tínhamos disponíveis R$ 160 mil para as competições, gastamos R$ 153, ficando com um saldo de R$ 7 mil em caixa. À medida que temos mais parceiros podemos ampliar os projetos, a nossa administração é pé no chão, realizamos um trabalho dentro do orçamento estimado, se temos a possibilidade realizamos mais projetos. A gente procura não se aventurar até mesmo para não decepcionar os clubes”, menciona Richarde.


Planejamento 2015
Logo após foi tratado do planejamento de 2015, com a apreciação e aprovação do calendário esportivo da Liga de Handebol do Paraná. Do pré-calendário divulgado em dezembro teve apenas uma alteração em virtude dos jogos oficiais do Governo do Paraná. “Alteramos apenas a data de realização da segunda etapa do Campeonato Paranaense Juvenil/Sub-18, que passa a acontecer de 25 a 26 de julho e não mais 15 e 16 de agosto como estava previsto”, menciona Richarde.


No evento também foram homologadas algumas sedes das competições de 2015. O Campeonato Paranaense Cadete terá Cascavel como palco das disputas, as seleções da categoria infantil/sub-14 se encontram em Sarandi e Guarapuava recebe o Festival Mirim e Mini/Sub-12 e Sub-10. Já a escolha das sedes do Paranaense Sub-18 e Adulto será feita por meio de reuniões técnicas nos próximos dias.

A fim de atender normas técnicas para se enquadrar nas exigências da lei de incentivo ao esporte, o estatuto da LHPR passará por uma atualização. “As leis vêm se atualizando rotineiramente, principalmente para as entidades que buscam parceiros a nível federal e até estadual. Nós estamos atentos a isso, nosso estatuto é bem atual, mas com mudanças nas leis de incentivo ao esporte precisamos atualizar este documento para que esteja adequado a realidade vigente, pois havendo a possibilidade de buscarmos parceiros para a realização de projetos o nosso estatuto estará em pronto, em consonância com as leis atuais”, ressalta Richarde.

Arbitragem


Em busca do aperfeiçoamento constante, o presidente da Associação de Árbitros de Handebol do Paraná (Apah), Arthur Alves, comemorou as recentes conquistas dos árbitros que subiram do nível estadual para o nacional e da aprovação do curso para os árbitros de handebol de areia e lembrou que a Clínica de Atualização dos Árbitros de Handebol acontece de 18 a 19 de abril, em Cascavel.  

Alves também exaltou a participação da dupla Sandra Aparecida dos Santos Ferreira de Quadros e Juliana da Silva Lima no curso preparatório de arbitragem para elevação de nível, nacional para o internacional, promovido pela CBHb entre os dias 24 e 28 de março, em Foz do Iguaçu; e dos árbitros Natal Vilela e Jeferson Souza que vão buscar a também ascensão internacional nos próximos dias, na Venezuela.

Na ocasião, também foi referendada pela Liga de Handebol do Paraná a Apah como sendo a única entidade a representar as equipes de arbitragem em qualquer competição, ou seja, para apitar os árbitros devem estar cadastrados na associação.

 

Acampamentos estaduais


Com uma previsão orçamentária na casa dos R$ 224 mil, com custo de R$ 40 locado no setor administrativo e R$ 160 mil na realização das competições estaduais, a LHPR vai implantar a partir deste ano os acampamentos estaduais com atletas da categoria infantil, nos moldes dos acampamentos nacionais, uma notícia muito comemorada pelos dirigentes esportivos. Maringá recebe de 30 de julho a 02 de agosto o acampamento masculino e Toledo será sede do acampamento feminino, entre 15 e 18 de outubro.

Avaliação

Ao final da reunião, o presidente da LHPR avaliou positivamente o evento e afirmou que o andamento dos trabalhos vai de encontro com os anseios da categoria. “Foi uma assembleia bem ágil, os clubes entenderam e referendaram o nosso planejamento, que não é de uma pessoa só, é de uma diretoria que projeta qual caminho que vamos dar para handebol paranaense”, destaca Richarde, que aproveitou a oportunidade para agradecer a participação dos clubes. “A assembleia é um momento de prestação de contas, de organização e de planejamento, assim como em anos anteriores tivemos um bom número de clubes participando do evento, que a gente considera salutar e que fortalece muito a nossa modalidade”, conclui.

 

Reunião de Avaliação e Planejamento da Diretoria da LHPR

A LHPR realizou também no dia 27/03 em Cianorte a Reunião Anual de Avaliação e Planejamento com a sua diretoria e convidados, participaram este ano:

Diretoria da LHPR

Richarde Cesar Salvador Presidente, Welliton Estevão Oliveira/Diretor Administrativo Financeiro, Alex Correia Costa/Diretor Técnico, Artur Alves/Comissão de Arbitragem e Presidente da APAH, Adriano Vasconcelos Riato/Diretor Departamento.

Conselho Fiscal

Erivalto Santos Oliveira/Goioere, Cecília Midori Taho/Colorado, Jair Grasso/Campo Mourão, Newton Trindade Junior/Cianorte e Eduardo Patrocino Lopes/Maringá.

Vice Presidente Regional

Emerson Fuzeti Abati/Sudoeste.

Clubes Convidados

Edmilson dos Santos Oliveira/Sarandi, Sandro Alves de Lara/Ponta Grossa, Rafael Fondazzi e Valmir Fassina/Maringá, Mauro Ansolin e Rodrigo Lazzaretti/Toledo.    


Assessoria de Comunicação
Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol
www.paranahandebollhpr.com