Londrina corre risco de ficar de fora da Liga Nacional Masculina 2015

Londrina corre risco de ficar de fora da Liga Nacional Masculina 2015

O Paraná pode ter dois representantes na temporada 2015 da Liga Nacional Masculina. Além de Unimed/UEM/Maringá, Londrina também foi convidada pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) para disputar a competição, mas corre o risco de ficar de fora pelo terceiro ano consecutivo. Isto porque a equipe, que é Administrada pela Kilowatt Associação dos funcionários da Copel, ainda não recebeu a verba do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe).

“Conseguimos alguns patrocinadores para disputarmos a competição, mas com o atraso da Feipe corremos o risco de ficar fora. Inclusive, perdemos alguns jogadores por conta desse atraso e, se caso jogarmos o torneio, teremos que contratar dois ou três atletas experientes enquanto o restante do grupo será de jovens”, afirmou Giancarlo Ramirez, um dos idealizadores do projeto em Londrina.

Além das duas equipes paranaenses, também foram convidados os times do TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté (SP), Pinheiros (SP), Metodista/São Bernardo (SP), São José Handebol (SP), Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB (RJ), Força Jovem/Colatina (ES), ADJF/MRS Logística (MG), ASH/Praxis/A.S (RS), Aceu/Univali/FME Balneário Camboriu (SC), ADI/FME Itajaí (SC), Portugues/Aeso (PE) e São Caetano (SP).

Na última temporada, Maringá conquistou a medalha de bronze da Liga Nacional, que foi coroada com o prêmio de melhor jogador da competição pelo central Leonardo Bortolini. O título ficou com Taubaté e a prata com Pinheiros.

A Liga Nacional começa dia 20 de agosto. Para confirmar a participação de Londrina no torneio brasileiro, Ramirez aguarda a publicação do edital da Fundação de Esportes, prevista para sair no final de maio. Segundo ele, é muito importante participar da competição para dar continuidade ao projeto de handebol. “Nosso objetivo é disputar a competição e não pensar em resultados. Precisamos ao menos competir, fomos convidados por conta da tradição que temos na modalidade e, caso não conseguirmos jogar, provavelmente não seremos convidados nos próximos anos e isso atrapalhará o projeto”, explicou.

 

Assessoria de Comunicação
Jaqueline Galvão
Com informações de André Bueno do site Bonde
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol
www.paranahandebollhpr.com