Maringá confirma favoritismo e fica com o ouro na modalidade

Maringá confirma favoritismo e fica com o ouro na modalidade


.

Maringá x Campo Mourão


“Viemos aqui pelo título e nada mais”, assim  resume o objetivo do handebol de Maringá no 56º  Jogos Abertos do Paraná, o atleta Gil Vicente. E foi o que conseguiu, nessa noite de quarta-feira, finalizando a participação masculina do esporte nessa edição . O placar que garantiu o primeiro lugar ao grupo maringaense foi  30 x 22, contra o Campo Mourão. Os campeões terminaram a primeira etapa da decisão com uma pontuação de 20 x 09. No segundo tempo, porém, a equipe mourãoense chegou a ficar apenas três pontos atrás. Logo nos primeiros quinze minutos fez nove gols, enquanto o time do Norte do Estado pontuou apenas três vezes. “Quis testar uma defesa mais baixa e a equipe adversária, que é muito boa, se saiu melhor. Mais para o fim conseguimos acertar o jogo novamente e terminamos com a vitória”, analisa Valmir Augusto Fassina, técnico campeão desses JAPs. Na primeira fase o Maringá ganhou do São José dos Pinhais por 45 x 10. Já contra o adversário dessa final o placar foi mais apertado: 24 x 20. E, na semifinal, garantiu a vaga para disputar a primeira colocação ao passar pelo Goioerê vencendo por 35 x 16.

Para o atleta do Campo Mourão, Wilson Fernandes, conhecido como "Ralado", disputar a final foi muito gratificante. “Não treinamos juntos esse ano em nenhum momento, tentamos acertar o time na quadra mesmo, durante as competições”, diz . “E, assim mesmo, jogamos de igual pra igual contra a forte equipe do Maringá, em alguns momentos. Teve até um gostinho de vitória”, conclui o jogador que também é técnico do juvenil do município, campeão dos Jogos da Juventude nesse ano.

.

Léo Bortolini, ex-jogador da seleção brasileira de Handebol ataca pelo Maringá



Já o Cascavel garantiu o bronze após vencer o Goioerê no início da tarde dessa quarta-feira. O placar foi de 24 x 14 para o time da casa que, na primeira fase, venceu o mesmo adversário por 17 x 15. “Os Jogos Abertos são uma competição muito intensa, com isso o desgaste físico é maior”, falou Luis Gustavo Rodrigues, atleta cascavelense referindo-se a sequência diária de jogos. “Apesar do cansaço, o primeiro tempo contra o Goioerê foi mais equilibrado, terminamos poucos pontos à frente. Mas no segundo abrimos uma vantagem e eles pontuaram menos”, resume. 

A campanha dos donos da casa na primeira fase teve 100% de aproveitamento. No primeiro jogo, o Cascavel venceu Foz do Iguaçu por 26 x 18. No domingo, foi a vez dos meninos do Corbélia sofrerem uma derrota por 30 x 25, em uma partida mais equilibrada. Na semifinal o Cascavel parou na forte defesa do Campo Mourão, em um jogo eletrizante até os últimos segundos, quando ficou próximo de igualar o placar, mas perdeu por 18 x 17. “Deixamos para jogar o que deveríamos ter jogado o tempo inteiro nos últimos minutos e isso não foi suficiente para reverter a situação”, conclui Serginho Francisconi, que é auxiliar técnico das equipes masculina e feminina de handebol.

A modalidade ainda segue na competição, mas somente com as representantes femininas. Nessa quinta-feira acontecem os últimos jogos da fase de grupos. As semifinais serão na próxima sexta-feira e a grande final, além da disputa de terceiro e quarto lugares ficam para o sábado, quando se encerram todas as competições dessa edição dos JAPs.

Os 56º Jogos Abertos do Paraná (JAPs) são promovidos pelo Governo do Estado através da Secretaria de Esporte e Turismo (SEET) com apoio da Prefeitura de Cascavel e patrocínio da Renault. 

Assessoria de Comunicação JAPs/SEET
Ana Paula Pickler
apickler@estadao.com.br
(41) 9831-4017
www.esporte.pr.gov.br 
www.facebook.com/SecretariaEsporteParana 
http://www.flickr.com/photos/secretariadoesportepr