Maringá e Campo Mourão comemoram bicampeonato do Paranaense de Handebol Cadete

Maringá e Campo Mourão comemoram bicampeonato do Paranaense de Handebol Cadete

Depois de cinco dias de disputas acirradas, foram conhecidos no domingo (31) os campeões do Campeonato Paranaense de Handebol Cadete/Sub-16, promovido em etapa única pela Liga de Handebol do Paraná, na cidade de Toledo. Conquistaram o bicampeonato da competição as meninas da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unifamma e os meninos da Fecam/AhandeCam/Integrado/Campo Mourão.

Depois de conquistar a vaga à próxima fase do Campeonato Brasileiro de Handebol Cadete, os mourãoenses conquistaram o título estadual da categoria sub-16. A partida começou equilibrada, mas não demorou muito para o time do Noroeste ditar o ritmo do confronto, administrando cada passada de bola. Com um sistema defensivo bem postado e um ataque ágil e preciso, Campo Mourão superou os meninos da CHC/AC5/Cascavel//Unimed por 33 a 20, fechando o fim de semana vitorioso com o bicampeonato estadual. “É uma alegria imensa para o handebol de Campo Mourão, que vem fazendo já algum tempo um trabalho de base e agora colhe os frutos. O Brasileiro vem premiar esse trabalho. Então, ser campeão paranaense e ainda garantir uma vaga para seguir no Brasileiro é uma dupla felicidade pra gente e para o handebol do nosso município”, enalteceu a comissão técnica, formada pelos professores Vera Chiroli e Wilson Martins.

Para o treinador Cezar Casagrande, que realiza um trabalho social com o projeto Associação Camisa 5, o qual atende mais de 100 crianças em comunidades carentes de Cascavel, o vice-campeonato representa o quão longe pode se chegar com o esporte. “É um resultado acima do esperado, do que havíamos planejado. É uma equipe nova, com poucos atletas da categoria em disputa, a maioria são mais novos. Eles surpreenderam, não esperávamos ficar entre os quatro, quem dirá o vice-campeonato. Essa medalha é muito bem-vinda em cima do trabalho social que é feito com essas crianças lá no projeto. Para nós, voltando pra Cascavel e levando essa medalha para dentro das comunidades carentes é um retorno sensacional, é um orgulho enorme pra nós de Cascavel ter este vice-campeonato”, enalteceu Casagrande.

Em um jogo pegado, Maringá garantiu o 3º lugar ao vencer por 26 a 23 a forte equipe da Prefeitura de Colorado, encerrando a temporada 2016 com uma medalha no peito. “É importante essa vitória, é importante levar uma premiação pra casa. Fazia tempo que não jogávamos um jogo de terceiro e quarto, mas a gente tem que se acostumar, às vezes nem sempre é possível. Agora voltamos a nossa preparação para o Campeonato Brasileiro Juvenil, Campeonato Paranaense e Jogos da Juventude, e com a categoria cadete encerrou o ciclo de competições, agora é pensar em 2017”, declarou o técnico Eduardo Lopes.

Pódio feminino
Maringá comprovou mais uma vez a força do handebol de base da cidade ao manter em casa o troféu dourado do Paranaense Cadete, vencendo por 28 a 16 as meninas de Sarandi/Sejuv/Ceob. “Esse é o resultado do trabalho que tem sido feito já algum tempo. Durante a competição oscilamos um pouco, fizemos alguns jogos que não encaixaram e na final conseguimos fazer um jogo bom tanto na defesa como no ataque, finalizamos melhor que na semifinal, o que deixou o jogo um pouco mais fácil. É muito bom voltar com o título, é uma realização de um trabalho que vem sendo feito, então é compensatório. Agradeço o apoio que temos da associação, da Prefeitura de Maringá e dos parceiros que sempre nos apoiam”, agradeceu a professora Clarice Braga, contando que agora as atenções se voltam para as disputas do Paranaense Sub-18 e para os Jogos da Juventude.

Com uma equipe formada por atletas de 13 a 15 anos, Sarandi volta pra casa com a medalha de prata no pescoço, mas com a sensação de ter chegado o mais longe que puderam, se despedindo da competição como a segunda melhor seleção feminina sub-16 do Estado. “Nós enfrentamos uma equipe experiente com uma base formada por atletas de 13 a 15, então pra gente é motivo de alegria, isso demonstra a força do trabalho de base que está sendo realizado em nosso município. Sempre coloco pra elas que nós precisamos nos acostumar a fazer finais e hoje mais uma vez conseguimos fazer uma final, não conseguimos o nosso objetivo, mas eu saio daqui com o sentimento de dever cumprido. Quero parabenizar minhas atletas e agradecer o apoio da Liga de Handebol do Paraná, bem como da Prefeitura de Sarandi que não tem medido esforços para que possamos participar das competições”, destacou o técnico Edmilson Santos.

Após um 4º lugar em 2015, Santo Antônio do Sudoeste garantiu um lugar ao pódio ao vencer por 16 a 10 o elenco de Marilena Handebol. Medalha de bronze muito comemorada pela equipe, que em 2015 ficou na 4ª colocação. “Ficar entre as três melhores equipes do Paraná na categoria cadete para nós, que viemos de um município pequeno, é excelente, além de ser um reconhecimento do trabalho que a gente desenvolve no município. A sensação de levar uma medalha pra casa é maravilhosa, a disputa do 3º lugar foi difícil, a gente lutou muito pra conseguir essa medalha”, frisou a técnica Leonilda da Silva.
 
Artilharia e atletas destaques
Após o encerramento do Paranaense Cadete foram conhecidos os atletas destaques mais votados da competição, os quais recebem no início de 2017 o Prêmio Melhores do Handebol Paranaense, bem como os artilheiros do campeonato estadual. No feminino, Taynara Vieira Martins, de Marilena Handebol, foi a jogadora mais votada pelos árbitros e técnicos na premiação de atleta destaque, tendo recebido 20 votos; enquanto a artilheira do torneio foi Eduarda Gabrielli Recalcatti, que marcou 46 gols. No masculino, Gustavo Santos Heuko, da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unifamma, foi o atleta destaque mais lembrado, sendo indicado ao prêmio com 14 votos, ao passo que Walace Martins da Silva, da Prefeitura de Arapongas/Ahandara/Ceem, foi o maior goleador da competição, com 46 gols assinalados. A relação completa dos artilheiros e destaques das partidas pode ser conferida no link www.paranahandebollhpr.com/competicoes/sub16-cadete.

Classificação final
Feminino

1º Prefeitura de Maringá/Unimed/Unifamma
2º Sarandi/Sejuv/Ceob
3º Santo Antônio do Sudoeste
4º Marilena Handebol
5º Alto Paraná Handebol
6º Colégio Imperatriz/Guarapuava
7º DNBR Telecom/Tecplan/Floraí
8º Ivaí/Gil Stein/Handebol
9º Prefeitura de São Miguel do Iguaçu
10º Prefeitura de Toledo/ATH/Apef
11º Prefeitura de Francisco Alves
12º Prefeitura de Arapongas/Ahandara/Ceem

Masculino
1º Fecam/AhandeCam/Integrado/Campo Mourão
2º CHC/AC5/Cascavel/Unimed
3º Prefeitura de Maringá/Unimed/Unifamma
4º Prefeitura de Colorado/Handebol
5º Prefeitura de Toledo/ATH/Apef
6º Prefeitura de Arapongas/Ahandara/Ceem
7º Jussara Handebol
8º Saudade do Iguaçu Handebol
9º Marista Pio XII/LHCG/Ponta Grossa
10º Prefeitura de Iporã/Aihandebol
11º Aiha/Santa Izabel do Oeste
12º Mercedes/MCR Amidos
13º Smelj Curitiba/EPH
14º Prefeitura de Francisco Alves
15º Sarandi/Sejuv/Ceob
16º Prefeitura de Castro Handebol
17º Colégio Bittencourt/Marialva
18º Corbélia/HCC/Econômica Móveis

O Campeonato Paranaense de Handebol Cadete/Sub-16 conta com o apoio da Prefeitura de Toledo, por intermédio da Secretaria de Esporte e Lazer, da Associação Toledense de Handebol, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, da Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR, e ainda tem o apoio das empresas Taluana Sports e Caio Eventos.
 
Liga de Handebol do Paraná
Assessoria de Comunicação
Texto e Fotos: Jaqueline Galvão
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol