MRV Londrina encerra participação na Liga Nacional 2016

MRV Londrina encerra participação na Liga Nacional 2016

A MRV/Unicesumar/Paiquerê FM/Londrina cumpriu sua meta na primeira fase da Liga Nacional. Fez quatro vitórias e 8 pontos, objetivo traçado pela comissão técnica antes do início do torneio. Mas isso não foi suficiente para levar os londrinenses para as quartas de finais. A equipe somou o mesmo número de pontos e vitórias de São Caetano (terceiro colocado) e Maringá (quarto), mas acabou levando desvantagem no saldo de gols. (-11, contra 12 do Maringá e 18 do São Caetano).

“Infelizmente um detalhe fez a diferença para ficarmos fora dessa vez. Sabíamos que a nossa chave seria muito equilibrada e o nível altíssimo. Por isso a equipe sai de cabeça erguida, por tudo que fez ao longo desta primeira fase. Conseguimos atingir nossa meta inicial, que eram os 8 pontos e as quatro vitórias, mas isso não foi suficiente para uma chave tão equilibrada como se mostrou a nossa. Acredito que para a próxima edição é preciso repensar essa distribuição das vagas na segunda fase”, falou o técnico Giancarlos Ramirez. O Pinheiros foi o segundo colocado, com 10 pontos, e o Taubaté fechou a fase de classificação com 14 pontos e 100% de aproveitamento na chave Sul/Sudeste/Centro.

 

Para o treinador, mesmo com a eliminação precoce, a avaliação da participação na Liga Nacional 2016 é positiva. “Estamos recomeçando um projeto. É apenas o segundo ano após o nosso retorno. Estamos apostando numa estrutura mais enxuta, com elenco mais jovem e na formação também, que é nosso foco principal. E já conseguir brigar de igual para igual com equipes que estão estruturadas há mais tempo mostra que estamos no caminho certo”, avaliou o experiente comandante.

 

Ramirez ainda aproveitou para fazer um agradecimento especial a todos que participaram desta campanha. “Só temos a agradecer demais aos jogadores, que honraram essa camisa, aos nossos patrocinadores, pois sem eles viver tudo isso novamente não seria possível. Ao torcedor também, que voltou a nos apoiar maciçamente, aquele jogo com o Maringá ficará marcado em nossas memórias. E também à imprensa, que nos ajudou muito. Agora vamos batalhar para o ano que vem, sempre buscando melhorar com as lições que ficam”, encerrou o treinador.

 

Mais informações:

Rafael Souza

Assessoria de Imprensa

(43) 99600-7125