No masculino, Campo Mourão fecha a primeira fase de maneira invicta

No masculino, Campo Mourão fecha a primeira fase de maneira invicta

Um time imbatível? Por enquanto sim. A equipe da Fecam/Handecam/Campo Mourão vai ter que defender essa condição nas fases de mata-mata do Campeonato Paranaense de Handebol Adulto – Chave Ouro. No último jogo da fase classificatória, realizado em Cascavel neste sábado (24), Campo Mourão derrotou Campo Largo/EPH/PUC por 36 a 18 e ficou com a primeira posição de maneira invicta. Foi a nona vitória da equipe em nove jogos e 18 pontos somados. No jogo das quartas de final, programado para a manhã deste domingo (25), às 11h30, no ginásio da Neva, a equipe enfrenta São Miguel do Iguaçu, que foi o oitavo colocado.

Na telinha
Anderson Seidel foi apontado como o atleta destaque da partida contra Campo Largo. No entanto, o time tem um jogador que é craque dentro e foras das quadras: Fábio Vanini. Ele foi o comentarista da Band na modalidade de handebol durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. “O meu lugar sempre foi dentro da quadra. Mas foi uma novidade ir para a Olimpíada como comentarista. Foi uma experiência e tanto. A Olimpíada é o melhor evento esportivo do mundo. E uma experiência que não tem tamanho. Foi tudo muito intenso”, disse. 
Vanini também comentou o desempenho do Brasil no handebol no Rio de Janeiro. “Nas Olimpíadas, a expectativa maior ficava em cima do feminino. Acho que a ressaca maior ficou por conta da eliminação do feminino. A Seleção Brasileira feminina tinha grandes chances, mas infelizmente na fase de mata-mata foi eliminada. O masculino já chegou como uma surpresa no primeiro jogo contra a Polônia e a gente venceu. Mas a maior surpresa mesmo foi a vitória contra a Alemanha, os atuais campeões europeus. É muito importante no cenário do handebol ser campeão europeu. É um campeonato maior que a Olimpíada. A ‘Meca’ do handebol é a Europa. As duas seleções que o Brasil venceu chegaram nas semifinais. O Brasil fez história ao chegar na fase de quartas de final e acabou derrotado pela França em um jogo que surpreendeu muito. Em termos gerais, a emoção foi o que marcou mais para mim”, disse.