Noite de gala reconhece melhor do esporte paranaense em 2012

Noite de gala reconhece melhor do esporte paranaense em 2012

O esporte paranaense viveu um momento de gala na noite desta quarta-feira (12.12) em pleno Teatro Guaíra em Curitiba. Palco dos grandes movimentos artísticos e culturais do Paraná, o auditório serviu desta vez para prestar a devida homenagem aos maiores expoentes do esporte paranaense em 2012 com o prêmio Orgulho Paranaense, organizado pela Secretaria do Estado do Esporte em parceira com a RPCTV.

O governador Beto Richa em seu pronunciamento destacou as ações que o Governo do Estado vem desenvolvendo no esporte e a importância que o Orgulho Paranaense tem no contexto esportivo: "Eu fiz questão de estar presente aqui nesta noite para cumprimentar atletas, técnicos e dirigentes responsáveis por este evento que contribui para elevar o esporte paranaense e melhorar a qualidade de vida da nossa população."

O governador enalteceu a participação do medalhista olímpico e melhor atleta do mundo no vôlei de praia, Emanuel Rego, que estava como convidado prestigiando as novas promessas do esporte paranaense: "Ele contribui para a prática esportiva paranaense. Com ele temos grandes parcerias desde os tempos da prefeitura de Curitiba. Você (Emanuel) é um exemplo de de atleta para todos os paranaenses."

Já o secretário do esporte do Paraná, Evandro Rogério Roman destacou que a origem do Prêmio Orgulho Paranaense vem de um pedido do governador Beto Richa em criar um mecanismo de valorização e reconhecimento dos atletas paranaenses: "Esse pedido foi feito ainda em 2011 quando tivemos a ousadia de propor a parceria com a RPCTV, que prontamente aceitou o desafio e agora estamos realizando a segunda edição. Tivemos neste ano a disputa dentro das competições pela indicação, o que mostra que o prêmio já ganhou o reconhecimento dos atletas e esportistas paranaenses."

Eduardo Boschetti, diretor geral de negócios da RPCTV fez um apelo para as edições do Orgulho Paranaense não se resumam a apenas um mandato ou mandatário do Governo do Estado: "Faço votos que este prêmio se perpetue, para que outras iniciativas como esta, nos mais diversos setores, se multipliquem em todos os cantos do Paraná."

O prêmio é uma idealização do Governo do Estado, através da Secretaria de Esporte do Paraná com apoio da RPCTV. Os concorrentes ao prêmio são esportistas paranaenses ou radicados no Estado, que obtiveram resultados relevantes na temporada 2012 e dignificaram o nome do Paraná nas competições nacionais e internacionais que participaram. Ao todo, seis categorias foram premiadas: Produção Literária, Jogos Oficiais do Paraná, Revelação Esportiva, Paradesporto, Mérito Esportivo e Rendimento Esportivo.

Os indicados, três em cada categoria, foram selecionados por uma comissão formada por representantes de entidades e federações esportivas e paradesportivas do Estado, da Secretaria de Estado do Esporte, dos Dirigentes Esportivos Municipais, do Ministério Público Estadual, do Conselho Regional de Educação Física e da RPCTV.

Na categoria produção literária, o vencedor foi o Profissional de Educação Fisica Dourivaldo Teixeira, ex atleta de Maringá e da Seleção Brasileira de Handebol com várias conquistas nacionais e intenacionais, escreveu em 2012 “O Desporto Escolar – Construção ou Negação de Uma Práxis Pedagógica”.

Na categoria jogos oficiais, as subcategorias premiaram com o Orgulho Paranaense nos Jogos Escolares Luanh Saboya Fernandes Rodrigues (Judô) e Giovana Dorigon (Natação). Na subcategoria dos Jogos da Juventude, os premiados foram Rodrigo Augusto Xavier (Atletismo) e Verusca Vanilza de Oliveira (Atletismo).

Nos Jogos Universitários do Paraná os contemplados com o Orgulho Paranaense foram Cesar Felipe Kurowski (Futsal) e Milla Christie Barbosa Camurça (Voleibol), o atleta de handebol de Cambé Gabriel Priosti Camilo ficou entre os treis melhores desta categoria. Ainda nos Jogos Oficiais, pelos Jogos Abertos do Paraná receberam os prêmios Gabriela Yumi Nishi Gomes (Ciclismo) e João Pedro Dallagassa Pires (Judô). Realizando pela primeira vez este ano, os Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná também tiveram seus contemplados, Anderson dos Santos (voleibol paralímpico) e Priscilla Pessini da Silva (Atletismo).

Na categoria revelação esportiva levaram a estatueta, Cassiano Ricardo Mendes (Basquetebol) e Carolyne Mercer Winche Pedro (Ginástica Artística). Na categoria paradesporto, levaram o prêmio Claudiomiro Seghatto e Maria Luiza Pereira Passos, ambos pelo Tênis de Mesa. Já o técnico premiado no paradesporto foi Darlan França Ciesielski Junior (Bocha).

Na categoria rendimento esportivo, dois atletas foram premiados com a escolha da comissão julgadora, um do ciclismo, Gregolry Alves de Freitas Panizo e Ethiene Cristina Gonser, da Ginástica Artística. O técnico laureado foi James Walter Lowry Neto (Tiro Esportivo), a atleta de handebol da equipe de Cianorte Daise Oliveira atilheira da Liga Nacional feminina 2012 ficou entre as tres melhores nesta categoria.

Dentre os 10 atletas que passaram pelo crivo popular através de votação no site da RPCTV, o vencedor foi surpreendentemente Claudiomiro Segatto (Tênis de Mesa Paralímpico), desbancando Henrique Rodrigues (Natação) que ficou em segundo e Ethiene Franco (Ginástica Artística) que terminou na terceira colocação, e outros figurões do esporte paranaense como o caso do multicampeão Emanuel Rego (Vôlei de Praia), o garoto prodígio do voleibol paranaense, Giba , além da revelação da esgrima Athos Schwantes e a já consagrada Natália Falavigna (Taekwondo).

A categoria mérito esportivo premiou personalidades que através de suas ações deram contribuição expressiva ao esporte paranaense. Um dos premiados foi o técnico de atletismo Ademir Nicola Francisco, figura presente e marcante em competições desde 1977, com conquistas expressivas e sempre levando o nome do Paraná como destaque.

O Orgulho Paranaense é uma justa homenagem ao jornalista que projetou vários esportes amadores nas décadas de 80 e 90 em seus diferentes meios de comunicação. Firmino Dias Lopes além da notícia, também dedicou seu entusiasmo como presidente da Federação Paranaense de Futsal.

Os profissionais de educação fisica e árbitros Emilio Felipe de Melo (Cambé), árbitro internacional de handebol e Liogi Suzuki, árbitro internacional de judô e fundador da Federação Paranaense de Judô são Orgulho Paranaense.

Um verdadeiro gigante, literalmente, dentro e fora das quadras, o jogador de basquetebol Rolando Ferreira Junior também é Orgulho Paranaense e destoou dos demais "baixinhos" da cerimônia de premiação. Do basquete também vem Siboney Guzzo Pedroso, um exemplo de atleta persistente e campeã.

Pessoas apaixonadas por uma determinada modalidade também receberam o Orgulho Paranaense, como Vicélia Ângela Florenzano que é um dos maiores nomes da ginástica no mundo, presidiu a Confederação Brasileira durante os melhores anos da ginástica brasileira e dirige os destinos da modalidade no Paraná. Ossami Fukuda é o caso do apaixonado por esporte e não por determinada modalidade, ele presidiu as federações de desportos aquáticos, beisebol e softbol, doando boa parte da sua vida para o desenvolvimento dessas modalidades. Outro homenageado foi Martinho Nobre dos Santos, que preside a Confederação Brasileira de Atletismo e é um Orgulho Paranaense.

O último caso do Mérito Esportivo no Prêmio Orgulho Paranaense é do presidente da Federação Paranaense de Voleibol, Neuri Barbieri. Catarinense nascido em Seara, Barbieri tipifica o paranaense por adoção, pessoas que aprendem a amar e defender o Estado. Premiado com o reconhecimento pela contribuição ao esporte paranaense, é um exemplo típico de Orgulho Paranaense não paranaense.

O exemplo do Presidente do Voleibol é idêntico ao artista plástico argentino Alfi Vivern, radicado no Paraná desde os anos 70 e que fincou raízes familiares por aqui. Ele é o autor da obra de arte confeccionada com bronze e mármore extraído no Paraná e que significam a eterna busca da superação dos limites, demonstrando a força do atleta nas suas conquistas.


COM/SEES
Jandrey Vicentin
(41) 3361-7736