Paranaenses defendem Seleção Brasileira de Handebol na Universíade 2015

Paranaenses defendem Seleção Brasileira de Handebol na Universíade 2015

Com o inédito ouro do Campeonato Mundial em 2012 e atual detentora do título Mundial Universitário, a Seleção Brasileira Feminina chega à Coreia do Sul como principal candidata ao título da Universíade 2015, o segundo maior evento poliesportivo do mundo - atrás apenas dos Jogos Olímpicos. Entre as 16 atletas convocadas para vestir a camisa verde e amarela estão duas paranaenses, Larissa Fais Munhoz Araújo e Isabella Maria Ansolin, ambas atuam pela Associação Atlética Universitária/Concórdia, em Santa Catarina.

As jogadoras estão confiantes na boa atuação da equipe. “Acredito que o time está bem preparado para enfrentar as adversárias. Nosso objetivo principal é fazer um bom papel nessa edição, acreditamos no nosso trabalho. Temos totais condições para faturar o título, vamos lutar por ele. O grupo está focado e queremos dar nosso melhor”, afirma Larissa. “As expectativas são as melhores possíveis, esperamos realizar um excelente campeonato, fazer história e quem sabe trazer o título para o Brasil”, completa Isabella.

Apesar do favoritismo, essa é a primeira vez que a competição terá a participação do Brasil na modalidade. “O handebol brasileiro vive um momento único, tanto no profissional quanto no universitário. Agora, somos a bola da vez. Todos querem ganhar do Brasil. Mas temos trabalhado duro para continuarmos bem e vamos enfrentar qualquer time de igual para igual. Estamos focados em levar o Brasil ao pódio”, destaca o treinador Daniel Cubano.

Para a disputa foi mantida a base do elenco campeão do Mundial 2014 e acrescentado algumas peças novas, a fim de tornar a equipe mais forte e competitiva. A preparação contou com 11 dias de treinos intensos em dois períodos, na cidade paulista de São Bernardo do Campo (SP). “Durante o período de treinamento fizemos trabalhos ofensivos contra as possíveis defesas que vamos encontrar logo na primeira fase, e defensivamente trabalhamos duas opções, para defesas altas e baixas”, revela Larissa.

Eleita a melhor goleira do Mundial Universitário em 2014, Flávia Vidal espera manter a supremacia brasileira no cenário internacional. “A expectativa é a melhor possível. Nosso objetivo é seguir no topo e defender o título mundial em Gwangju. Apesar de alguns desfalques por contusão, seguimos com a mesma base que conquistou o mundial em Portugal no ano passado e vamos manter nosso padrão de jogo”, frisa.

A seleção de handebol estreia em Gwangju na segunda-feira (06), contra a China. Na terça (07) enfrenta o Uruguai e na quinta-feira (09) encerra a primeira etapa diante da Eslováquia. A fase mata-mata acontece entre sexta (10) e segunda-feira (13).

Em números - Mais de 10 mil participantes de 170 países participam do campeonato universitário no país asiático. São 21 modalidades esportivas, destas 13 são oficiais: futebol, voleibol, ginástica artística, ginástica rítmica, natação, judô, tênis, tênis de mesa, esgrima, polo aquático, saltos ornamentais, atletismo e basquete; e sete opcionais, escolhidas pela cidade-sede: handebol, badminton, baseball, golfe, remo, tiro ao alvo, taekwondo e arco e flecha.

Delegação Brasileira participa de 19 das 21 modalidades em disputa na Universíade 2015 (Marcello Zambrana/Fotojump)

O Brasil é representado por 203 atletas das modalidades de atletismo, basquete, esgrima, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, polo aquático, taekwondo, tênis de mesa, tênis, voleibol, tiro com arco, badminton, golfe, handebol, remo e tiro esportivo. A delegação verde e amarela é composta ainda por 63 membros das comissões técnicas e 41 do setor administrativo, técnico, marketing e de comunicação.

Na última edição, realizada há dois anos, em Kazan, na Rússia, o Brasil ganhou 11 medalhas: ouro (bicampeão) com Arthur Zanetti nas argolas; com Rochelle Nunes e Ketleyn Quadros no judô, e Ronald Julião no lançamento de disco (atletismo); prata com a seleção feminina de vôlei e com Rochele Nunes no judô e Anderson Henriques nos 400m rasos (atletismo); bronze com os judocas Rafael Buzacarini, David Silva e com a equipe masculina de judô e com seleção feminina de futebol.

Seleção Brasileira Universitária Feminina de Handebol
Goleiras: Flavia Vidal e Naira Mendes de Almeida.
Armadoras direita: Gabriela Pessoa Constantino e Bruna Gonçalves Rodrigues.
Armadoras esquerda: Dayana Tenório, Giulia Guarieiro, Patricia Matieli Machado e Tainara Luna Gonçalves.
Centrais: Isabella Maria Ansolin e Atalita Terence.
Pontas esquerda: Dayane Rodrigues e Larissa Fais Munhoz Araújo.
Pontas direita: Danielle Biazoto Giacomazi e Isabelle dos Medeiros.
Pivôs: Carol Fajardo e Tamires Costa.

Assessoria de Comunicação
Liga de Handebol do Paraná
Texto: Jaqueline Galvão
Com informações da CBDU
Fotos: Divulgação/Marcello Zambrana/Fotojump
jaquelinefsgalvao@hotmail.com
(45) 9139-1005 / (44) 9988 6768
Skype: paranahandebol
facebook.com/paranahandebolhpr
Twitter: paranahandebol
Instagram: parana_handebol
www.paranahandebollhpr.com