Participantes do Acampamento Nacional recebem dicas de campeã mundial

Participantes do Acampamento Nacional recebem dicas de campeã mundial

A central Mayara Moura fez uma pequena palestra para as atletas e conheceu toda a estrutura da atividade realizada em Blumenau (SC)

Mayara conversou com as atletas

Santo André (SP) - Servir de exemplo faz parte da rotina de um atleta campeão. A tarefa, no entanto, não é levada como uma obrigação e sim como um prazer para a central Mayara Moura, integrante da Seleção Feminina de Handebol, campeã do Mundo, em dezembro, na Sérvia. Esta semana, ela teve uma experiência muito recompensadora, ao visitar e fazer um bate-papo com as 82 participantes do Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica da categoria Juvenil Feminina, realizado no SESI-SC, em Blumenau (SC), até o próximo sábado (15).

 
"Fiquei muito feliz por ter estado nesse Acampamento. Fez com que eu relembrasse dez anos atrás quando era Juvenil e já fazia parte da Seleção dessa categoria", citou Mayara, que passou dois dias conhecendo o trabalho feito em Blumenau. 
 
Participar do Acampamento, estando do outro lado, fez com que a paranaense fizesse praticamente uma viagem no tempo. "Receber o carinho dessas atletas e saber que sou exemplo para elas é muito bom. Isso também me faz lembrar quando eu era mais nova, quando comecei a jogar em Marialva (PR), com meu pai como técnico. Tive sorte por ter equipes adultas masculinas e femininas, nas quais eu pudesse me espelhar. Isso foi muito importante para o meu crescimento dentro do handebol." 
 
A central comentou sobre a importância de ações como a dos Acampamentos, realizados pela Confederação Brasileira de Handebol, em parceria com o Ministério do Esporte. "Acho ótima essa ideia dos Acampamentos para as categorias de base. Lá, podem ser descobertos talentos, que muitas vezes ficam escondidos em clubes ou cidades pequenas e mais afastadas, que não têm condições de participar das competições que existem nas categorias", lembrou. 
 
Durante as atividades, as participantes fazem treinamentos, jogos, assistem a vídeos e palestras, tudo pensando na melhoria da qualidade técnica, não só das que estão no Acampamento, mas para que elas também possam repassar o conhecimento adquirido a outras jogadoras em seus Estados. Para a campeã do Mundo, esse trabalho promete um grande desenvolvimento para a modalidade no Brasil. "É muito importante investir na base também porque ela é o futuro do handebol. Hoje o handebol feminino brasileiro é campeão do Mundo, mas ainda não temos o melhor handebol do mundo dentro do País, mas sabemos que todos estão trabalhando muito para isso. É preciso investir na base para que ele continue crescendo no cenário internacional, além de dar sequência ao crescimento que o handebol brasileiro vem conseguindo."